fbpx

Quando falamos em servidores de hospedagem, é comum que os gestores de TI das empresas tenham dúvidas sobre quais são as reais diferenças entre um servidor dedicado e um não-dedicado, bem como qual deles escolher para o seu trabalho.

Muito se fala sobre esses dois tipos de servidores e, até mesmo, há quem diga que o dedicado é a melhor opção para uso empresarial. Mas, afinal, isso é verdade? É necessário mesmo se preocupar com o tipo de servidor utilizado na empresa?

Para responder a todos esses questionamentos, criamos este post. A seguir, vamos retomar o conceito de servidor de hospedagem, falar sobre o que é um servidor dedicado e um servidor não-dedicado, bem como qual deles escolher na sua empresa.

Portanto, se você quer esclarecer todas essas dúvidas de uma vez por todas, continue a leitura agora mesmo.

Powered by Rock Convert

O que é um servidor de hospedagem?

O servidor de hospedagem são programas ou sistemas de computação centralizada que visam alimentar uma rede de computadores, a fim de que elas consigam disponibilizar variados serviços para o contratante da hospedagem, como também para quem acessa seus sites.

Para que uma empresa ou, até mesmo, uma pessoa física possa ter um site, um e-mail, um banco de dados etc, é preciso ter um bom servidor de hospedagem, que garanta um bom acesso aos usuários, 24 horas por dia, sem nenhuma interrupção ou dificuldade no acesso em momento algum.

Basicamente, existem dois tipos de servidores de hospedagem, os dedicados e os não-dedicados. É isso o que gera mais dúvida nos profissionais de TI, que, muitas vezes, têm dificuldade em escolher a melhor opção para as empresas em que trabalham.

Para escolher entre um servidor dedicado ou não-dedicado, é necessário levantar os prós e contras de cada uma dessas modalidades, o que faremos a seguir.

O que é um servidor dedicado?

É chamado de servidor dedicado aquele em que um único datacenter, real ou na nuvem, é utilizado por cada cliente que contratar o serviço. Isso quer dizer que eles disponibilizam de um espaço exclusivo, para que os sites, e-mails e outros recursos utilizados na web pela empresa tenham mais velocidade, estabilidade e segurança.

Como o próprio nome sugere, é um servidor que se dedica a cumprir serviços e gerar protocolos para um meio apenas, evitando, assim, que o espaço fique sobrecarregado e que as páginas demorem a carregar quando acessadas, gerando incômodos para o usuário, por exemplo.

O que é um servidor não-dedicado?

O servidor não-dedicado é aquele em que o mesmo espaço é compartilhado por milhares de sites e aplicativos que utilizam os mesmos recursos para o seu funcionamento.

Desse modo, o site da sua empresa permanece hospedado juntamente a outros sites, o que justifica um preço mais baixo por esse serviço.

Quais as vantagens de um servidor dedicado?

Existem várias vantagens em contratar um servidor dedicado. Veja a seguir algumas delas.

Recursos não compartilhados

No momento em que uma empresa conta com um servidor dedicado para seus recursos (sistemas, site, blog etc.), ela conquista melhor aproveitamento de todo o desempenho disponibilizado, com total exclusividade.

Em contrapartida, um servidor compartilhado pode acabar reduzindo as possibilidades que a empresa tem para o uso de suas aplicações, uma vez que, mesmo os planos mais robustos e com limites flexíveis, em alguma ocasião apresentam deficiências.

Desse modo, por mais que, nos dias de hoje, as empresas que disponibilizam servidores compartilhados utilizem máquinas com vários núcleos para processamento, alta capacidade de memória e ferramentas para o controle de contas no servidor, o desempenho nunca será comparado ao que um modelo dedicado consegue ofertar.

Assim, tanto sites quanto aplicações que precisam de um grande desempenho adquirem no servidor dedicado a melhor opção para garantir um funcionamento correto frente suas necessidades.

Flexibilidade

Por diversas vezes, os servidores compartilhados fazem com que haja uma certa limitação no desenvolvimento de aplicações por contarem com restrições a plugins, módulos ou scripts em páginas de sites ou em sistemas empresariais. Tudo isso é por questões de segurança ou mesmo desempenho.

Por outro lado, com a viabilidade do servidor dedicado, que fica totalmente exclusivo para o contratante, essa circunstância não ocorre, visto que há grande flexibilidade de configuração no servidor, para que ele cumpra com todas as demandas que a aplicação hospedada demanda.

Isso permite que ocorra a realização de todos os ajustes precisos para que os sistemas ou sites hospedados se adaptem ao público a que se direcionam e à sua finalidade, em vez necessitar diminuir possibilidades de desenvolvimento por qualquer limitação de hospedagem.

Segurança das informações

Assim que você contratar um servidor dedicado, sua empresa contará com acesso a um equipamento único para a utilização das suas aplicações. E é justamente essa particularidade que vai garantir maior segurança em relação às informações do negócio e dos clientes.

Outra questão é que data centers apresentam processos e mecanismos que garantem a segurança dos dados, como operação em redundância, geradores de energia, salas refrigeradas, entre outras medidas que permitem uma maior disponibilidade.

Melhoria em SEO

O servidor dedicado oferece IPs únicos para quem hospeda um site ou sistema. Isso faz com que seu endereço IP não seja dividido com outras páginas que possam distribuir malware, spam, entre outros, ou outros contratempos que poderiam afetar o desempenho do seu site nos resultados de busca.

Com IPs exclusivos, esse problema não ocorre e, quando se alinha esse ponto a outros que são considerados pelos buscadores, existe um considerável ganho em ranqueamento nos buscadores. Ou seja, há uma intervenção positiva no trabalho de SEO (Search Engine Optimization).

Acessibilidade

Mesmo que exija um investimento mais alto que o servidor compartilhado, o modelo dedicado apresenta um custo bastante acessível atualmente, visto que não são necessários altos investimentos em infraestrutura, como anteriormente.

Além do mais, quando se contrata um serviço desse modelo, todos os gastos com a manutenção dos equipamentos ficam sob a responsabilidade da empresa que disponibiliza o serviço, o que também retira os custos com pessoal de TI. Essa é uma forma acessível de obter todas essas vantagens sem descapitalizar a sua empresa.

Quem pode aproveitar melhor o uso de um servidor dedicado?

Levando em conta todas as facilidades fornecidas pelo uso de um servidor dedicado, as corporações com o melhor perfil de uso são aquelas que apresentam uma grande quantidade de tráfego de dados.

Isso quer dizer que sites, blog, lojas virtuais ou aplicações com alto volume de visitantes podem tirar uma boa vantagem desse tipo de sistema. Além disso, o servidor dedicado também pode ser muito viável para empresas que almejam criar um sistema de intranet.

Empresas que são geridas por um mesmo grupo, o servidor dedicado as beneficiam com a administração de negócios por meio de apenas um serviço único.

Afinal, o servidor dedicado é seguro?

Agora que você já entende bastante sobre servidores dedicados e como é o seu funcionamento, deve estar se perguntando sobre a segurança desse tipo de serviço e se vale a pena investir em produtos desse tipo, não é mesmo?

A resposta é sim. Um servidor dedicado é uma opção bastante viável para uma empresa que procura por uma hospedagem de informações de alta qualidade.

Nesse modelo de solução, principalmente na modalidade gerenciada, a segurança é uma ação que precisa ser levada muito a sério. Os negócios que fazem essa manutenção implementam constantemente técnicas de segurança, como o uso de um bom antivírus e a configuração do firewall.

Além do mais, é viável realizar frequentes varreduras, a fim de bloquear o acesso aos IPs considerados uma ameaça ou mesmo filtrar os dados que sua empresa possa encontrar e que não devem ser acessadas.

O servidor dedicado é vantajoso também visto que evita vulnerabilidades que poderiam ser inseridas com o uso de um servidor compartilhado, trazido, em boa medida, por clientes que usam o mesmo mecanismo.

Outro ponto que faz com que o uso de um servidor dedicado seja ainda mais seguro são as ferramentas de acessibilidade que auxiliam para aumentar ainda mais as restrições ao acesso indevido.

Aqui, é possível recorrer a medidas de segurança extras, como logins, senhas e utilização de autenticação biométrica, evitando, dessa forma, possíveis vulnerabilidades que poderiam colocar em risco os preciosos dados do seu negócio.

Servidor dedicado e não-dedicado: afinal, qual devo escolher?

A escolha por um servidor dedicado ou não-dedicado deve levar em consideração, principalmente, a quantidade de acessos que um site tem e os recursos utilizados pela página.

No caso de uma empresa de pequeno porte, que tenha um site institucional simples, como uma página com apresentação da organização, poucas fotos e um formulário de contato apenas, por exemplo, o servidor não-dedicado é uma excelente escolha. Afinal, esse tipo de site não demanda muito espaço para armazenar o seu conteúdo, bem como não gera uma quantidade muito grande de acessos.

Porém, no caso das empresas que têm sites mais elaborados, com uma grande galeria de fotos ou um blog que é alimentado frequentemente, é preciso ter um servidor dedicado. O mesmo ocorre com os e-commerces, que são sites robustos, com muitas fotos dos produtos e também plug-ins que permitam o pagamento via cartão de crédito ou débito, ou, ainda, serviços, como o PayPal.

Outro exemplo de site em que os servidores dedicados são imprescindíveis são os portais de notícias, pois são páginas muito acessadas, principalmente quando são publicadas matérias que geram muito interesse nas pessoas.

Se um e-commerce optar por um servidor não-dedicado, por utilizar muito espaço e ter muito conteúdo cadastrado, poderá demorar para carregar e ter um desempenho ruim. Agora, pense na seguinte situação: um cliente acessa a página da loja virtual, tem interesse por um produto que está exposto, mas a página simplesmente não carrega e ele não consegue ter mais informações sobre o item.

Nesse caso, é bem provável que essa pessoa fique irritada, abandone o site e simplesmente deixe de fazer a compra ou, então, busque por algo similar em lojas concorrentes, talvez nunca mais voltando a acessar o seu site.

É por isso que o servidor dedicado é a melhor opção de escolha para quem tem sites que geram grande quantidade de acessos ou, então, que têm muito conteúdo cadastrado.

De maneira geral, podemos dizer que todos os sites que consomem, em média, 2 TB de espaço em disco e 30 GB ou mais de memória necessitam de um servidor dedicado. Esse tipo de hospedagem também é a melhor opção para quem precisa fazer alterações constantes a nível operacional.

Os sites que utilizam servidores não-dedicados, em alguns momentos, podem também ficar fora do ar, por conta do elevado número de acessos que todas as páginas que estão no mesmo espaço compartilhado têm. Por isso, também é preciso observar esse detalhe.

O site precisa estar em pleno funcionamento 24 horas por dia, além de necessitar de um servidor totalmente dedicado e que garanta essa funcionalidade para todos os seus clientes.

Como configurar um servidor dedicado?

No que se refere à configuração do servidor dedicado, tudo se sujeitará ao modo como é disponibilizado. Por exemplo, ele pode ser enviado com um painel de controle ou não.

Por ser o responsável pela instalação dos serviços complementares, de upgrades e também das manutenções, em planos não gerenciados, a empresa necessitará contratar um gestor capacitado e que entenda dos trabalhos relacionados aos servidores de linha de comando.

Contudo, ao escolher um plano gerenciado, o painel de controle fará parte do serviço, ajudando no processo de modo bastante significativo. Em servidores como o Windows, geralmente é o Plesk o painel utilizado. Quanto ao Linux, o painel cPanel costuma ser a opção viável.

Enfim, vimos neste post bastante sobre os servidores dedicados e de que modo eles podem ser utilizados pelas empresas. Além disso, mostramos as vantagens que o uso dessa ferramenta pode proporcionar para o meio corporativo, bem como quais são as principais diferenças entre os tipos existentes de servidores.

Agora, você já sabe qual é a diferença entre servidor dedicado e não-dedicado e como proceder para escolher a melhor opção para a sua empresa. Portanto, avalie todas as informações que apresentamos aqui e pense sobre qual é o melhor modelo de hospedagem para você.

A ValueHost trabalha com hospedagem de sites e pode oferecer a melhor opção em servidores dedicados para você, possibilitando um serviço de qualidade para os seus clientes, que terão facilidade e boa usabilidade ao acessarem o seu site. Entre em contato conosco e saiba mais sobre os nossos planos e serviços.

2 Comentários

  1. Pingback: O que significa hospedagem de servidor dedicado? – Rodando PHP

  2. Pingback: Revenda de hospedagem no Brasil: um guia mais do que completo

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.