fbpx

CloudLinux: entenda suas vantagens

CloudLinux: entenda suas vantagens

Powered by Rock Convert

Como gerente de TI, você já deve der passado pela lista de recursos e serviços que são oferecidos pelos provedores de hospedagem, certo? Então também é provável que já tenha visto em algum lugar o nome CloudLinux, não é mesmo?

E por acaso saberia dizer do que se trata? Seja qual for a sua resposta, neste artigo nós apresentaremos os pontos mais relevantes em relação ao assunto. Como início, não há problema algum em antecipar o fato de que estamos nos referindo ao sistema operacional (OS) mais utilizado de sua categoria.

A seguir, vamos ao restante do que você precisa saber sobre o CloudLinux. A leitura é interessante e por isso merece toda a sua atenção. Confira!

Mas então, o que é CloudLinux?

De forma clara e objetiva, o CloudLinux nada mais é do que uma distribuição do Linux OS que foi desenvolvida unicamente para os Data Centers e fornecedores de serviços de hospedagem.

Sua utilização é capaz de tornar os servidores mais estáveis e eficientes, reduzindo os impactos causados pela sobrecarga de uso e/ou recursos de um determinado usuário.

É por essa razão que o CloudLinux é altamente recomendando para provedores que atuam com servidores compartilhados, pois ajuda a evitar que os sites hospedados em um só servidor sejam prejudicados pelo consumo excessivo de uma única conta, por exemplo.

Ele também elimina os picos de load, problema comum em boa parte das hospedagens compartilhadas.

Como funciona?

Para ser possível fazer tudo isso, o CloudLinux utiliza uma tecnologia conhecida como Lightweight Virtual Environment (LVE), que em português significa “Ambiente Virtual Leve”.

E por meio dela que os processos de cada usuário são isolados, permitindo, desse modo, limitar a quantidade de recursos de acordo com as diferentes contas. Em termos mais técnicos, o LVE oferece um tipo de camada de virtualização.

Não entraremos na terminologia dos livros didáticos, até porque, para entender essa tecnologia, basta apenas um exemplo simples. Vamos a ela: imagine que existem quinze contas de usuário em um determinado serviço de hospedagem compartilhada.

Agora, pense que uma dessas quinze contas tenha recebido um grande aumento no tráfego em virtude de um conteúdo viral. Nesse caso, são boas as chances de que esse crescimento inesperado resulte na instabilidade do servidor.

O cenário acima é real e mais habitual do que se imagina, porém, ao utilizar o CloudLinux, ele não ocorrerá por causa da “camada de encapsulamento” de cada conta”.

De outra maneira, cada usuário receberá sua própria parcela de recursos de processamento e memória. Se uma conta ultrapassar a sua cota, ela será a única a ter problemas: os demais utilizadores do servidor terão os seus serviços inalterados.

Recursos do CloudLinux

Ainda nessa parte do funcionamento, não poderíamos deixar de elucidar os recursos do CloudLinux. Os principais são:

  • CageFS (sistema virtualizado que faz o encapsulamento de cada usuário, impedindo que visualizem um ao outro e vejam os dados sensíveis do servidor);
  • Python Selector (possibilita as contas a escolherem a linguagem Python como se fosse um aplicativo, permitido a instalação de módulos adicionais);
  • LVE Manager (gerenciador que impede os usuários de utilizarem mais recursos do que lhes é concedido, mantendo, assim sendo, a menor sobrecarga possível);
  • MySQL Governor (permite averiguar o uso de cada usuário separadamente, assegurando que os administradores estejam sempre por dentro do que está acontecendo);
  • PHP Selector (oportuniza a escolha de uma versão específica do PHP);
  • OptimumCache (auxilia na resolução de problemas quanto ao uso de disco e memória RAM, criando um cache de arquivos duplicados e carregados a partir de uma cópia singular);
  • RubySelector (consente escolha da versão do Ruby que você tem preferência de utilização);
  • Mod_isapi (modo mais ágil e confiável para o carregamento de páginas em PHP);
  • HardenedPHP (funcionalidade que “repara” todas as versões antigas do PHP, garantindo que não sofram com as possíveis vulnerabilidades).

Quais são as vantagens de utilizá-lo?

Vamos agora ao que de fato pretendemos com este conteúdo, as vantagens de utilizar o CloudLinux, que incluem:

Maior estabilidade

Um dos benefícios mais importantes do CloudLinux é estabilidade de uso que ele proporciona aos usuários.

Por permitir operações em um espaço virtual privado, o seu site raramente terá problemas de queda e lentidão devido à utilização inadequada dos outros clientes, por exemplo. Lembrando de que nesse caso estamos considerando um serviço de hospedagem compartilhada.

Segurança reforçada

O CloudLinux é conhecido por lançar patches de segurança que visam manter o site do cliente sempre protegido. Além disso, o LVE ajuda a impedir que hackers e malwares acessem os arquivos do sistema e obtenham as informações dos usuários do servidor.

Em outras palavras, ele cria espécies de “bolhas” que auxiliam na proteção dos seus dados, não permitindo que eles sejam roubados e extraviados para outras pessoas. Embora não se possa brincar com a capacidade dos criminosos virtuais, o ponto a destacar é que o CloudLinux é um sistema muito seguro, longe de ser vulnerável.

Isolamento de contas

O isolamento de contas não poderia faltar, afinal, ambiente de virtualização do CloudLinux não apenas o protege dos ataques mal intencionados, mas também o servidor inteiro em casos de inatividade de uma conta: ele consegue isso controlando a quantidade de RAM e processamento que pode ser usada na execução das operações.

Grande compatibilidade

Outro benefício a salientar é a sua grande compatibilidade. Fique sabendo que o CloudLinux é compatível com diversas interfaces. O cPanel é uma delas. Essa característica permite boas possibilidades, oferecendo aos utilizadores a capacidade de gerenciar os recursos de seus sites de forma simples e prática.

Ótimo suporte

O suporte de atendimento ao cliente do CloudLinux é excelente. Eles podem facilmente ajudá-lo a superar qualquer problema de uso, instalações e configurações. Não o bastante, também cooperam na execução dos diagnósticos para entender quais são as causas dos impasses.

Portanto, se o seu provedor de hospedagem (ou aqueles que você está negociando) oferece o CloudLinux, um ponto a mais para ele. É claro que há inúmeras outras questões a analisar, porém, quando o assunto se refere aos sistemas operacionais para uma hospedagem, fique tranquilo, pois esse é o que há de melhor do mercado!

Se quiser ficar por dentro de todos os nossos conteúdos, siga e acompanhe as nossas redes sociais! Estamos no Facebook, no LinkedIn e no Twitter!

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of