fbpx

Conheça 8 ferramentas de monitoramento de rede

Conheça 8 ferramentas de monitoramento de rede

Powered by Rock Convert

Independentemente do segmento ou porte de uma empresa, com a imersão na transformação digital, é importante que a rede se mantenha estável, permitindo que todos os colaboradores mantenham a sua produtividade.

Um bom profissional de TI deve ser capaz de fazer um bom monitoramento de rede e oferecer relatórios, mostrando os indicadores com o desempenho e capacidade da infraestrutura, justificando para qual direção a empresa deve seguir na questão dos investimentos e custos fixos, como em um servidor dedicado ou virtual.

Para que o monitoramento possa ser feito de forma organizada e sem grandes entraves, o gestor deverá contar com ferramentas que possibilitam, além do monitoramento, a automação de funções burocráticas e a centralização de dados para a emissão de relatórios. As representações gráficas, com tabelas, gráficos e organogramas, permitem a identificação rápida de um problema, facilitando a explanação de ideias.

Para que você possa implementar um bom monitoramento de rede, trouxemos, neste post, 8 opções de ferramentas, com o objetivo de fazer com que você ofereça a melhor solução em sua empresa. Confira!

1. Custos

O Custos é um software livre de monitoramento de rede que reúne vários programas, entregando recursos de monitoramento de aplicações e serviços de rede. Um dos destaques dessa ferramenta é a função do monitoramento de segurança, por meio de testes de penetração.

Entre as ferramentas que fazem parte do Custos estão openvas, nmap, DIRB, greenbone, arachni, nikto, w3ap e wapiti, ideais para os gestores de TI que necessitam de uma solução mais completa.

É uma ferramenta fundamental para prevenir os ataques DDoS. Nesse tipo de ataque, os criminosos conseguem penetrar na infraestrutura de uma empresa, sequestrando os dados e cobrando um valor, geralmente em criptomoedas, para liberá-los.

2. Cacti

A Cacti é outra ferramenta livre de gestão de redes, que coleta e exibe dados sobre o estado delas por meio de gráficos. Essa ferramenta possibilita o monitoramento e o gerenciamento de redes, desde as mais simples até as mais robustas, com centenas de dispositivos — ou seja, é um software altamente democrático.

Essa ferramenta foi desenvolvida para ser flexível, adaptando-se de forma facilitada às necessidades de cada empresa, com uma interface web intuitiva e simplificada. A ferramente permite monitorar o estado de elementos e programas, bem como a largura de banda e uso de CPU.

O software conta com uma extensa comunidade internacional, que se ajuda em fóruns de discussão com mais de 160.000 mensagens e aproximadamente 20.000 usuários. Isso permite que você comece a utilizar a plataforma e, em poucas horas, esteja familiarizado, já que provavelmente qualquer dúvida que tenha, provavelmente, já foi resolvida por um dos membros da comunidade em algum dos fóruns.

A ferramenta é liberada sob a licença GNU — General Public License — ou seja, significa que está completamente livre, sem entraves. Mas, para quem gosta do projeto e quer vê-lo crescer, é possível fazer doações pelo site oficial, permitindo o desenvolvimento dessa ferramenta democrática e que trabalha para que as conexões sejam mais seguras.

3. Monit

O Monit é um programa de gerenciamento de redes gratuito, de código aberto para Linux, que gerencia os processos no próprio sistema. Uma das principais características da ferramenta Monit é a capacidade de lidar com situações inesperadas. Se houver um problema com o servidor apache, por exemplo, o programa pode, automaticamente, reiniciar o processo e enviar um relatório sobre o ocorrido.

Além disso, com o Monit, é possível gerenciar características do processo, como a capacidade de processamento e checksum de arquivos. Você pode gerenciá-lo por meio de uma interface web, de forma simplificada.

4. GotsiteMonitor

Com a ferramenta GotsiteMonitor o usuário pode monitorar sites, hosts e serviços que permitem a observação dos tempos de resposta, a partir de 12 pontos em vários locais do mundo.

É um recurso muito importante para as empresas que têm filiais espalhadas pelo globo. O software disponibiliza uma versão gratuita que permite até 5 monitores com alertas por e-mail e SMS.

5. Netrounds

Baseado em probes, ou seja, um software que gera tráfego em sua rede, podendo fazer um monitoramento passivo ou ativo, o Netrounds é um software de monitoramento de redes que tem como objetivo medir latência, jitter e outros indicadores, que são importantes para todo sysadmin. O software apresenta uma versão gratuita, que é limitada a duas probes, além de uma versão completa e ilimitada, mas paga.

6. NetXMS

Outra ferramenta de monitoramento livre, o NetXMS, traz excelentes recursos para um bom gerenciamento, como auto discovery, interface web, mapas visuais de rede, alertas para eventos e APIs para integração com aplicações de terceiros.

7. PRTG Network Monitor Freeware

O PRTG Network Monitor é um sistema de monitoramento de rede que funciona 24 horas por dia e que registra os parâmetros dela, sendo tudo armazenado para que os gestores analisem os dados.

O software possibilita a configuração do que deve ser monitorado. Assim, o profissional poderá criar relatórios, permitindo que outros membros da equipe acessem os gráficos e tabelas que exibem os resultados do monitoramento. Todas as informações de requisições e de paralisação são registradas em um banco de dados e o gestor poderá emitir relatórios a qualquer momento.

8. Munin

Com funções parecidas com o Cacti, o Munin auxilia as empresas com as tendências atuais e com pesquisas. Com essa ferramenta, os gestores poderão relatar os problemas de desempenho das redes, aplicações e dispositivos.

Por meio de uma interface web, a ferramenta permite a organização de dados que são coletados em gráficos simples e compreensíveis. O programa traz também um alerta abrangente, que notifica os gestores sobre os problemas que surgem, bem como eles forem resolvidos.

A utilização de boas ferramentas de monitoramento de rede permitirá a organização das redes, dando a possibilidade da empresa alcançar resultados positivos. Dessa forma, a empresa pode controlar os dispositivos que fazem parte de uma rede, trabalhando de forma preventiva, evitando vazamentos e outros tipos de problemas de segurança.

Gostou do post? Então siga a gente nas redes sociais e receba em primeira mão as nossas novidades. Estamos no Facebook, Twitter e LinkedIn.

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of