fbpx

No ambiente do desenvolvimento web, quando a palavra “performance” é ouvida, a maioria das pessoas pensa imediatamente em velocidade. Porém, como gerente de TI, você deve saber que ela engloba um conjunto bem maior de variáveis, e para avaliá-las as ferramentas de teste de performance podem ser a solução ideal.

Elas ajudam no processo de determinação da velocidade, eficácia, confiabilidade, escalabilidade e interoperabilidade do site, sistema, computador, rede, programa ou aplicativo. Embora você possa encontrar muitas opções de ferramentas comerciais por aí, existem aquelas gratuitas e de código aberto que podem ser uma boa alternativa.

Neste artigo nós apresentamos 6 testes de performance gratuitos e explicamos por que optar por cada um deles. Confira!

1. WebLOAD

O WebLOAD é uma solução de teste de performance em escala corporativa capaz de gerar cenários confiáveis da vida real, mesmo para os sistemas mais complexos, com análises inteligentes que fornecem informações de desempenho.

Ele é baseado em uma plataforma flexível, com suporte integrado para centenas de tecnologias e integração com muitas ferramentas, desde pipelines CI/CD até monitoramento.

Alguns recursos do WebLOAD são:

  • pode ser baseado na nuvem (SAAS) ou como uma implantação no local;
  • criação de cenário de teste flexível;
  • o JavaScript é nativo, baseado em scripts inteligentes com poderosos mecanismos de correlação, parametrização e validação;
  • suporte de todas as principais tecnologias da web e é facilmente extensível;
  • detecção automática de gargalos;
  • suporte ao cliente de fácil acesso.

2. Fiddler

O Fiddler permite que você faça muitas coisas, mas provavelmente é melhor descrito como uma ferramenta de captura de pacotes. É uma ferramenta gratuita e de código aberto que permite monitorar, manipular e reutilizar solicitações HTTP.

O Fiddler conta com muitos recursos que permitem depurar problemas no site e, com uma de suas muitas extensões, você pode realizar ainda mais.

Alguns dos recursos presentes nesta ferramenta são:

  • solução de problemas com o aplicativo Web;
  • teste de segurança;
  • avaliações de desempenho;
  • depuração do tráfego da Web da maioria dos computadores e dispositivos.

O Fiddler já é uma ferramenta bastante popular entre os desenvolvedores. Muitos o usam para depuração, para visualizar as solicitações HTTP que o computador está enviando para um serviço ou site.

3. JMeter

O JMeter pode ser considerado a ferramenta de código aberto mais popular entre os testes de performance. Ele se descreve como um aplicativo Java que foi projetado especificamente para teste de performance com a capacidade de medir o desempenho.

O JMeter foi desenvolvido para ser a alternativa de código aberto para o Load Runner, então você encontrará muitos recursos sofisticados. Em poucas palavras, todos os recursos que um testador de performance profissional deseja estão disponíveis no JMeter.

Alguns recursos são:

  • capacidade de testar o desempenho de várias tecnologias, como objetos Java, HTTP / HTTPS da Web, serviços SOAP e Rest, FTP, bancos de dados com JDBC;
  • um bom IDE (ambiente de desenvolvimento integrado), que você pode usar para gravar, criar e depurar seus testes de desempenho;
  • iniciando com o JMeter 3.1, Groovy é a linguagem de programação padrão.

Embora o JMeter seja uma das ferramentas de teste mais populares, ele tem algumas falhas. Por exemplo, ele pode ser um pouco difícil de escalar para um grande teste distribuído, especialmente se você precisar configurar várias máquinas, pois você precisará configurá-las para conversar entre si. Também há muitos problemas de orquestração na execução de grandes testes.

4. GTmetrix

Indo direto ao ponto, o GTmetrix oferece informações gratuitas sobre o desempenho da página sem taxa ou mesmo registro. Basta visitar o site, copiar o URL da página que você deseja analisar e ver os resultados. Se você precisar de um monitoramento mais detalhado, crie uma conta gratuita ou inscreva-se na versão paga.

Os resultados incluem pontuações de desempenho, representadas por notas de A a F para velocidade da página e YSlow (uma ferramenta que explica por que sua página está lenta). Além disso, o GTmetrix fornece detalhes da página, como o tempo de carregamento, tamanho total e o número de solicitações.

Outros recursos dessa ferramenta incluem:

  • suporte de várias tecnologias de protocolo para a necessidade de monitoramento de sites e servidores, incluindo SMTP, POP3, IMAP, HTTP / HTTPS, FTP, SQL e MySQL;
  • envio automático e-mails que contêm relatórios do painel em PDF ou arquivo Excel para o destinatário que você escolheu;
  • possibilidade de monitorar o tempo de atividade da API e configurar as chamadas dela para verificar seus dados de resposta;
  • monitoramento das transações de várias etapas, como login, pesquisa, carrinhos de compras e formulários;
  • identificação automática problemas de desempenho da web em navegadores como IE, Chrome e Firefox.

5. WebPageTest

Nossa penúltima ferramenta da lista provavelmente não vai ganhar nenhum prêmio de web design em um futuro próximo. O WebPageTest, no entanto, é uma das ferramentas de teste de velocidade de sites mais confiáveis que temos ​​​disponíveis, hoje, para os usuários. Os principais pontos fortes dele incluem:

  • os usuários podem criar configurações personalizadas para cada execução do WebPageTest que iniciarem;
  • ele pode ser configurado para usar uma grande variedade de locais e diferentes opções de navegadores da web. É possível que seu site esteja lento no Google Chrome, mas com uma verificação rápida no Firefox e, se for esse o caso, o WebPageTest informará você;
  • os usuários também podem solicitar que o WebPageTest execute vários testes. Isso pode lhe dar uma ideia do desempenho consistente da velocidade da página do seu site.

Em suma, o WebPageTest é de código aberto e gratuito, além de fornecer dados precisos.

6. Pingdom

Na maioria das vezes, o Pingdom fornece aos usuários uma boa mistura de opções e simplicidade. Como tal, ele oferece os benefícios abaixo.

Teste em qualquer um dos quatro locais diferentes

Na sua configuração atual, permite que os usuários testem a velocidade da página da Web em qualquer um dos quatro locais diferentes. Em geral, você desejará escolher o local de teste mais próximo da base geográfica de usuários do seu site.

Resultados fáceis de ler

Os resultados são incrivelmente fáceis de ler, com detalhamento de notas por card, que também fornecem uma lista específica de problemas a serem resolvidos.

Verificação mais profunda

A cascata também é uma das mais fáceis de ler entre as ferramentas de teste de performance de páginas da Web, e os dados são divididos de uma forma que facilita a verificação mais profunda.

Por fim, a interface do Pingdom é simples e fácil de usar. Os dados gerados são bem organizados e fáceis de vasculhar ou mergulhar profundamente nos detalhes. Ele é uma ótima ferramenta para fornecer um relatório voltado para o cliente, além de dar informações específicas ao desenvolvedor para solucionar problemas.

Em resumo, o objetivo do teste de performance é fornecer a desenvolvedores e investidores um alto nível de confiança na capacidade de um site de lidar com grandes volumes e padrões de tráfego. Isso porque testar o desempenho na web é uma parte importante do processo de design e otimização, uma engrenagem essencial na união entre negócio e consumidor.

Vai lançar seu site ou quer aprimorar a performance do que você já tem? Entre em contato com a gente e peça ajuda!

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.