fbpx

O redirecionamento de URL é um recurso utilizado quando um site ou blog muda de endereço e não quer perder o seu volume de visitas diárias. Um redirecionamento mal feito pode colocar o negócio em risco, afinal, os usuários ficarão perdidos e sua página terá uma queda de visitas e, por consequência, de relevância.

Com a concorrência cada vez maior, a perda de relevância é um dos requisitos para a queda do site nos rankings de buscas. Se o seu site está todo estruturado de acordo com as boas práticas de SEO — Search Engine Optimization ou Otimização para os Motores de Buscas — e agora você precisa redirecionar o seu antigo endereço, precisará tomar alguns cuidados.

Neste post, vamos entender o que é necessário para fazer um redirecionamento de URL sem prejudicar o SEO. Confira!

O que é SEO?

Antes de abordarmos o redirecionamento, precisamos contextualizar o que é SEO, que já sabemos que é uma sigla para Search Engine Optimization. Esse conceito se baseia em um conjunto de técnicas que ajudam a melhorar o posicionamento de um site nos principais motores de buscas.

O destaque entre esses motores é o Google — as principais técnicas de SEO são elaboradas com foco no algoritmo desse buscador. Entre as principais regras básicas de SEO que ajudam os sites a ganharem mais pontos, estão:

  • palavra-chave — a palavra-chave é o termo que atrairá público para o seu site (quanto mais relevante, maior será o poder de atração);
  • títulos e subtítulos — além de hierarquizar o conteúdo de sua página, permitindo que o algoritmo identifique cada seção, sites que trazem a palavra-chave no título e subtítulos ganham mais relevância;
  • conteúdos relevantes — de nada adianta trabalhar todos os contextos de SEO se o seu conteúdo não for capaz de reter o público;
  • link Building — é uma técnica que consiste na linkagem de um site dentro de outro, ou seja, quando uma página relevante e bem ranqueada traz um link que redireciona para outro, “emprestando” um pouco de sua relevância;

Como fazer redirecionamento de URL sem perder o SEO?

O objetivo do redirecionamento é evitar que o usuário se perca durante a navegação, ou pior, que dê de cara com um código de erro de redirecionamento. Isso pode comprometer a credibilidade de sua página, além de reduzir consideravelmente o número de visitas. A melhor maneira de fazer um bom redirecionamento é utilizando o redirect 301.

O 301 não é o único código de retorno para indicar as operações de acesso a um site, por isso veja quais são os outros:

  • 302 — é o código que indica um redirecionamento temporário;
  • 404 — um dos códigos mais conhecidos dos usuários de internet, o “error 404”, como o próprio nome sugere, indica que o endereço que a pessoa está tentando acessar não foi encontrado;
  • 500 — é o código que indica um erro interno no servidor, ou seja, o servidor em que o site está hospedado impediu o acesso à página.

O que é o redirect 301?

Quando uma loja física troca de endereço, ela deixa uma placa no antigo, indicado o novo local. O redirect 301 funciona de uma forma parecida, só que, em vez de ter um anúncio indicando um novo local, ele te leva até o novo endereço.

Existem algumas maneiras de fazer um redirect 301, podendo ser por modificação direta no código, indicado para profissionais do desenvolvimento, ou com a utilização de algumas ferramentas. O redirect 301 poderá ser utilizado em vários cenários, veja abaixo os principais:

  • migrar um site inteiro;
  • redirecionar uma página que não existe mais;
  • impedir a duplicação de conteúdo;
  • atualizar uma URL.

Como fazer o redirect 301?

Se você for um desenvolvedor experiente, vá até o código fonte da página e siga os procedimentos abaixo, considerando sempre a linguagem de programação utilizada pelo servidor — substitua “http://www.novapagina.com.br/” pelo novo endereço de destino.

PHP

  • <?php
  • Header( “HTTP/1.1 301 Moved Permanently” );
  • Header( “Location: http://www.novapagina.com.br” );
  • ?>

Ruby on Rails

  • def old_action
  • headers[“Status”] = “301 Moved Permanently”
  • redirect_to “http://www.novapagina.com.br/”
  • end

ASP

  • <%@ Language=VBScript %>
  • <%
  • Response.Status=”301 Moved Permanently”
  • Response.AddHeader “Location”,”http://www.novapagina.com.br/”
  • %>

ASP .NET

  • <script runat=”server”>
  • private void Page_Load(object sender, System.EventArgs e)
  • {
  • Response.Status = “301 Moved Permanently”;
  • Response.AddHeader(“Location”,”http://www.novapagina.com.br”);
  • }
  • </script>

JSP (Java)

  • <%
  • response.setStatus(301);
  • response.setHeader( “Location”, “http://www.novapagina.com.br” );
  • response.setHeader( “Connection”, “close” );
  • %>

CGI PERL

  • $q = new CGI;
  • print $q->redirect(“http://www.novapagina.com.br/”);

Quais são as melhores ferramentas para fazer um redirect 301?

Se você não é um desenvolvedor e não sabe como modificar o código-fonte da página, não se preocupe, você poderá fazer o redirecionamento de URL da mesma maneira, utilizando as plataformas que permite que esse procedimento seja realizado de forma automática, como os CMS WordPress e Joomla, que apresentam plugins específicos para o redirecionamento de URL.

SEO Redirection

Para quem usa o WordPress, a melhor alternativa para garantir um bom redirecionamento de URL é utilizar os plugins. O SEO Redirection é uma excelente opção para ajudar a fazer esse procedimento sem prejudicar o SEO, de forma simples e prática.

Google Search Console

O Google Search console é uma ferramenta completa, que permite que o usuário visualize como os mecanismos de buscas estão enxergando o seu site e o que precisa ser otimizado. Uma de suas funções é verificar se os seus redirecionamentos estão funcionando — para isso, acompanhe o número de erros 404.

Como estruturar a URL do seu Site?

Além da utilizar o procedimento correto para o redirecionamento, é necessário seguir alguns procedimentos para a que a sua URL seja amigável e atrativa para os mecanismos de busca. Apesar de muita gente ignorar, a forma como o seu endereço é feito influencia no SEO. Veja algumas dicas abaixo.

Menos é mais

Apesar de não ser uma regra aplicada aos mecanismos de buscas, as URLs mais curtas ajudam o SEO por um simples motivo: são mais fáceis de lembrar, copiar e compartilhar, facilitando a divulgação e aumentando as visitas.

Palavras-chave na URL

Não faz sentido você gastar tempo procurando a palavra-chave ideal para o seu blog post se você não colocá-la na URL, não é mesmo? Aliás, esse é um dos pontos básicos de uma boa estratégia de SEO — tornar as URLs amigáveis. Se você utilizar as páginas dinâmicas com o CMS, terá a oportunidade de ativar os “permalinks”, o que tornará esse processo mais simplificado.

Evite os números

As palavras são mais buscadas do que os números, além de descreverem muito melhor os conteúdos. Assim sendo, quando for criar “pastas”, utilize um padrão hierárquico de palavras. Por exemplo, em um site de jornalismo esportivos, uma boa sequência seria: noticias/esporte/futebol/corinthians. Dessa forma, a sequência será bem mais informativa, contendo sempre os principais termos que serão encontrados dentro da página.

O redirecionamento de URL deve ser feito com cautela e planejamento, pois, ao utilizar o redirect 301, inseriremos um novo código diretamente no servidor — que será lido toda vez que o site carregar. Só redirecione uma página se ela realmente ainda tiver alguma autoridade na internet — caso contrário você poderá utilizar o comando “noindex” para requerer a desindexação da pagina ao Google.

Gostou do post? Quer redirecionar um endereço de forma automática utilizando um CMS? Entre em contato conosco e descubra como.