fbpx

A ideia de sustentabilidade corporativa já atinge um patamar de ampla aceitação em todo o mundo e grandes empresas já usam o conceito como forma de aumentar a vantagem competitiva. O Green IT, por exemplo, vai além de agregar boas práticas de responsabilidade ambiental, gerando valor aos negócios.

Porém, muitos profissionais do setor ainda não conhecem essa tendência e deixam de aproveitar as oportunidades que ela oferece. Pensando nisso, preparamos um post para esclarecer os pontos mais importantes acerca do assunto. Acompanhe!

1. O que é e como funciona o Green IT?

O Green IT, ou TI verde, representa uma iniciativa para a utilização de tecnologias sem causar grandes danos à natureza. O objetivo é reduzir a emissão de CO₂ na atmosfera, diminuir a geração de descartes, e amenizar os impactos ambientais provocados pela exploração de recursos naturais na fabricação de hardwares.

A prática do Green IT está diretamente relacionada à forma como as empresas usam e gerenciam os recursos tecnológicos disponíveis. Então, diversas práticas de sustentabilidade são incorporadas ao setor, alinhadas com as operações de todos os outros departamentos, para que se alcance um nível satisfatório de responsabilidade ambiental.

2. Por que essa é uma tendência no segmento?

Nas últimas décadas, houve uma aceleração progressiva na evolução tecnológica e as indústrias precisam de um volume cada vez maior de matéria-prima para dar conta da demanda. Além do aumento da exploração dos recursos naturais, as práticas internas nem sempre foram consideradas ambientalmente corretas.

Diante desse cenário, um forte movimento de responsabilidade ambiental surgiu e vem fazendo com que as empresas mudem a forma de operar, abraçando a natureza e aprendendo a equilibrar lucros com preservação.

Mais do que isso, as organizações estão considerando o Green IT uma verdadeira estratégia de investimento, já que uma lista atrativa de benefícios gera um retorno financeiro significativo no médio e longo prazo.

3. Como implementar o Green IT no negócio?

Com base na importância do Green IT, listamos as principais dicas para você implementar as práticas de sustentabilidade no negócio. Confira!

Conscientize os profissionais da área

O primeiro passo que você deve dar para implementar o Green IT na empresa é conscientizar os profissionais sobre a importância de tais práticas. Tente motivá-los a mudar os hábitos de consumo dos recursos, a incentivar outros menos engajados a participarem e a monitorar falhas de equipamentos que geram desperdícios.

Elogios e premiações ajudam nesse sentido e, caso tenha sucesso nessa etapa, terá, além de apoiadores, embaixadores da causa.

Troque viagens por videoconferência

O próximo passo é analisar as operações internas e identificar o que pode ser otimizado. Uma reunião de negócios em outra cidade, por exemplo, pode ser substituída por uma videoconferência ou chamada de vídeo no celular.

Ao adotar essa prática, a empresa deixa de gastar dinheiro com passagens, hospedagens, transporte local e alimentação dos executivos. Além disso, os profissionais podem economizar muito tempo, o que pode ser convertido em aumento da produção individual. Consequentemente, muito lixo e emissão de CO₂ também deixam de ser gerados.

Use recursos de cloud computing

Contrate um provedor de servidores virtualizados e economize com a compra e manutenção de uma estrutura de TI própria. Nesse modelo, as empresas compartilham espaços digitais e ganham desempenho sob medida, eliminando gastos e poluição gerada com o uso de energia e hardwares físicos.

Hoje você tem à disposição os provedores de SaaS (Software as a Service), PaaS (Platform as a Service), IaaS (Infrastructure as a Service), Chatbots, Big Data Analytics e outras ferramentas que permitem virtualizar e automatizar os processos internos.

Invista em energia solar

Faça parceria com uma empresa de energia solar e solicite um projeto sob demanda para a sua. Esse é um investimento que vale a pena, pois, além de eliminar gastos com a conta de luz, o negócio não fica mais vulnerável às quedas de eletricidade da rede pública.

Se a instalação de placas fotovoltaicas não for possível, você pode participar de consórcios de energia, adquirindo cotas de funcionamento de uma geradora solar ou eólica estabelecidas em fazendas ou em outros locais próximos. Assim, você incentivará o crescimento do setor de energias renováveis.

Aplique o home office

O home office é uma das práticas mais eficientes quando falamos em Green IT, pois ele transfere toda a responsabilidade da infraestrutura física para os trabalhadores. Ou seja, a empresa economiza energia e não precisa mais investir no aluguel de escritórios, na aquisição e manutenção de equipamentos e mobílias.

Também é importante considerar que os profissionais gastarão menos tempo no trânsito, indo e voltando do trabalho, e poderão trabalhar no conforto de casa. Essa estratégia deve ajudar a reduzir o consumo de combustível e, consequentemente, a poluição do ar com a emissão de CO₂.

No entanto, é importante que tenha um site com área de login para os usuários internos. Um ambiente online próprio e centralizado para a comunicação, execução e controle de tarefas deve ajudar. Mas contrate um serviço de hospedagem de alta eficiência para garantir a disponibilidade em tempo integral das ferramentas digitais.

4. Quais os benefícios proporcionados pelo Green IT?

Se você ainda não está convencido sobre as práticas do Green IT, listamos abaixo os principais benefícios que essa estratégia deve proporcionar ao negócio. Veja!

Melhora a imagem da marca

Empresas que deixam claro o apoio e praticam a sustentabilidade são consideradas amigas do meio ambiente. Consequentemente, atraem mais investidores, profissionais e clientes engajados na causa.

Com o tempo, é possível ver uma melhora na base de talentos e um aumento da fidelização de consumidores. Pagar um pouco mais por um produto ou serviço que destina parte dos lucros a preservação da natureza não será um problema para a maioria.

Também vale lembrar que, considerando as exigências governamentais, o Green IT deverá se tornar uma obrigação para as organizações em pouco tempo. Quem fizer isso agora, poderá usar a estratégia como diferencial.

Otimiza as operações

Utilizando as ferramentas certas, o Green IT possibilita aumentar o grau de automação das tarefas. Isso deve reduzir o índice de falhas humanas nos processos, diminuir retrabalhos, aumentar a velocidade e qualidade da produção.

Também permitirá que as funções internas sejam estendidas para além dos muros da empresa, formando, assim, estações de trabalho remotas. O escritório dos profissionais pode ser um celular ou um tablet, por exemplo, dando maior liberdade para o trabalho em períodos e lugares flexíveis.

Reduz custos

O Green IT adota uma abordagem de uso mais consciente dos recursos e a troca de processos físicos por virtuais é a parte mais importante. Nesse sentido, a empresa poderá substituir impressões de documentos por exibições em telas, passar a usar dispositivos de armazenamento na nuvem, contratar funções de servidores virtualizados e muito mais.

Ou seja, a virtualização de hardwares e de tarefas deve proporcionar uma grande economia de custos, o que pode ser convertido em investimentos para as áreas mais críticas do negócio, como atendimento, marketing e vendas.

Como pôde perceber, o Green IT é mais que uma tendência, é uma estratégia para ganho de força competitiva. Então, siga as dicas apresentadas no post para planejar a sua implementação ainda hoje!

Vamos começar? Entre em contato com a ValueHost agora mesmo e veja como podemos ajudar!

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.