fbpx

O que você precisa saber sobre extensões de domínio!

O que você precisa saber sobre extensões de domínio!

Powered by Rock Convert

O crescimento da internet, aliado à facilidade de acesso e ao barateamento das tecnologias, tem provocado a migração massiva de pessoas e empresas para o mundo digital. Já virou regra: toda empresa precisa estar na internet. Caso não esteja, o concorrente estará.

Mas isso não significa estar apenas nas redes sociais, é preciso ter um site, seu território na internet.

Essa profusão de sites gera uma demanda muito grande por registros de domínios, o que acaba restringindo as opções de nomes, porque, uma vez registrado, o domínio fica indisponível no mínimo por um ano, mesmo que não seja utilizado. Isso faz com que as opções de nomes fiquem escassas, já que extensões de domínios mais tradicionais (com final .com.br, .com ou .net) já estão saturadas.

As pessoas são obrigadas a mudar o nome da empresa, se ela estiver sendo criada para a web, ou adaptá-lo, caso seja uma marca tradicional fora da rede, o que é extremamente desagradável e descaracterizador.

A alternativa encontrada pela ICANN, a entidade que regula o registro de domínios, foi liberar a criação de extensões alternativas e segmentadas. Quer saber mais sobre elas? Continue lendo.

Por que adotar as novas extensões mesmo tendo um domínio?

Acessibilidade e proteção da marca

Você precisa entender que o cliente, na maioria das vezes, procura uma empresa na web tendo como única referência o nome, sem lembrar da extensão. Suponhamos que o endereço do seu site seja “empresa.com.br” e o seu cliente digite “empresa.com”. Se você não tiver adquirido esse domínio, o cliente será direcionado a um site inexistente ou, em um cenário mais pessimista, para um site fraudulento se passando por sua marca.

A melhor forma de evitar esse tipo de situação é registrando os domínios com o nome da sua marca junto às extensões que o seu cliente procuraria (.net, .com, .site) ou qualquer outra que possa ter alguma relação com sua área de atuação.

Depois de registrá-las, faça o redirecionamento para o seu site. Assim, além proteger a sua marca, você facilita a vida do usuário na hora da busca, evitando o extravio de um futuro cliente.

Regionalização da marca

Você já tem o seu domínio, com uma extensão genérica, mas a sua empresa tem atuação regional? Saiba que é possível colocar uma extensão que identifique a região em que você está. Por exemplo, .poa.br para a cidade de Porto Alegre, .rio.br para a cidade do Rio de Janeiro e .floripa.br para Florianópolis.

Esse tipo de atitude, por mais que pareça pouco impactante, gera uma maior identificação com os consumidores locais, pois se sentem representados.

Já reparou que o Google muda a extensão de seus sites de acordo com o país em que é acessado? É claro que um dos motivos é manter a organização, mas também serve para gerar uma maior identificação do público. Quando você entra em www.google.com.br, esse .br é uma forma de mostrar que a empresa faz questão de ter uma versão da página exclusiva para nosso país.

Fique tranquilo, caso sua empresa cresça, você não precisará criar um site diferente para cada país ou cidade de atuação. Basta redirecionar os endereços para o site principal.

Facilidade para escolher o endereço ideal

Como sabemos, o crescimento no número de sites provocou uma grande demanda por domínios personalizados. Isso gerou uma escassez, quando as extensões eram limitadas. Essa situação fez com que muitos adaptassem o nome da empresa para ter um domínio personalizado.

Você pode estar entre as pessoas que gostariam de colocar um nome em seu site, mas precisou colocar outro e nunca ficou satisfeito. A nova gama de extensões ampliou a possibilidade para a criação de nomes personalizados. Essa pode ser a sua chance, então não demore! Crie um novo domínio com o nome que você queria com uma das novas extensões.

Quais são as novas extensões disponíveis no mercado?

Agora que você já sabe por que é interessante agregar novas extensões ao seu site, confira abaixo quais são as principais e quais setores se adequam melhor a cada uma.

  • .biz — é uma extensão indicada para comércio em geral, mas também pode ser utilizada como alternativa à extensão .com, quando o nome desejado não estiver disponível;
  • .cloud — com a tecnologia cloud computing se tornando uma das maiores tendências da tecnologia da informação, essa extensão tende a ser cada vez mais utilizada;
  • .club — como o próprio nome sugere, é uma extensão ideal para sites relacionados a clubes sociais voltados para os mais variados segmentos, seja esportivo ou recreativo;
  • .cool — extensão mais descolada, indicada para empresas e serviços com uma pegada jovem;
  • .info — outra extensão sugestiva, remete à ideia de informação, o que faz dela uma extensão ideal para sites jornalísticos e informativos;
  • .live — extensão boa para sites dedicados a streaming e outros serviços de mídia, TV online, educação a distância e afins;
  • .mba — para empresas especializadas em pós-graduação;
  • .moda — outro nome intuitivo, que remete à indústria da moda, sendo uma extensão indicada para empresas e profissionais desse ramo, tais como designers, confecções, marcas, lojas etc.
  • .online — boa para negócios na internet de uma forma geral, também pode ser considerada uma alternativa às extensões tradicionais, que servem para qualquer tipo de site;
  • .site — outra alternativa às extensões genéricas;
  • .tech — indicada para startups e sites ligados à tecnologia da informação, como programação, softwares com serviço, consultoria, cursos, entre outros;
  • .store — pode ser usada tanto para e-commerces quanto para sites que representam lojas físicas;
  • .studio — ótima extensão para serviços de música, fotografia, teatro e outras formas de arte;
  • .video — indicada para pessoas e empresas dedicadas à produção audiovisual em qualquer estágio, desde editores, cinegrafistas e até para serviços de vídeo on demand por assinatura;
  • .website — extensão boa para profissionais que trabalham com desenvolvimento de aplicações voltadas para web;
  • .tv — para sites que façam streamings ao vivo ou estejam representando alguma emissora ou produtora de TV.

Na hora de fazer os registros, escolha as extensões de domínio que efetivamente façam sentido em sua plataforma. Se você for um profissional do ramo musical, não adianta colocar uma extensão voltada para a área de ensino, por exemplo.

Agora que você conhece as principais extensões, aproveite para saber como o registro de domínio pode revolucionar suas vendas!

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of
trackback

[…] O BoxBilling nada mais é do que uma ferramenta de gestão de clientes, suporte e faturamento. O programa tem uma versão gratuita que pode ser instalada para facilitar o desenvolvimento das atividades em sua revenda de planos de hospedagem e domínios. […]