fbpx

Streaming on demand: saiba como ele está revolucionando o mercado

Streaming on demand: saiba como ele está revolucionando o mercado

Powered by Rock Convert

Há duas décadas, ninguém imaginaria que seria possível termos uma central multimídia na palma da mão. Nesse tempo, para assistir a um filme ou ouvir uma música, era necessário ter 3 elementos: uma mídia, seja CD, cassete ou disco de vinil, e um aparelho de reprodução, como uma TV, videocassete, sistema de som etc.

Conforme os anos passaram, o processo de digitalização começou a se mostrar inevitável. Os arquivos ficaram cada vez menores e os dispositivos também, mas ainda era necessário ter um aparelho para cada função.

A partir da década passada, no entanto, tanto as produções audiovisuais quanto os seus meio de reprodução começaram a ser virtualizados, e o acesso remoto a eles passou a ser feito por múltiplos dispositivos — nascia os serviços de streaming on demand.

É sobre esse tipo de serviço que falaremos neste post. Vamos entender melhor como o streaming está revolucionando o mercado e quais são os seus principais expoentes. Confira!

Afinal, o que é streaming on demand?

O streaming é a tecnologia de transmissão de dados que permite que um vídeo ou áudio seja carregado e exibido ao mesmo tempo. Na década passada, era muito comum os downloads ilegais de músicas e filmes. Contudo, esse modelo de consumo de conteúdo trouxe uma facilidade de acesso que reduziu essa prática ilegal.

O streaming de áudio deu fôlego novo a indústria musical

A criação dos softwares de compartilhamento p2p, como o Napster, no início dos anos 2000, deu início a crise de pirataria na indústria musical. A praticidade em baixar e inserir centenas de músicas em um aparelho minúsculo, como eram os mp3 players, atraiu milhões de pessoas no mundo.

Mesmo depois da popularização dos smartphones, que aposentaram os antigos aparelhos de reprodução de mp3, os arquivos piratas se mantiveram como tendência. Somente algo mais prático do que ter centenas de músicas em seu bolso poderia superar a pirataria.

Os aplicativos de streaming de música deram a oportunidade para as pessoas acessarem um número ilimitado de músicas, em tempo real, sem ocupar espaço na memória do telefone.

Além disso, os serviços de streaming oferecem a possibilidade de personalização, com a criação de playlists de acordo com o que você mais curte — era a volta da legalidade à indústria musical.

O streaming de vídeo tirou a hegemonia da TV como fonte popular de entretenimento

O grande ponto de virada em relação aos streaming de vídeo foi a criação do YouTube, em 2004. O site começou como uma espécie de rede social de vídeos, na qual as pessoas postavam vídeos curtos, curiosos e engraçados, que viralizavam e depois eram esquecidos. O conceito de canal e vlogs ainda não fazia parte desse mundo.

No Brasil, a partir de 2010, com a ascensão de Felipe Neto e PC Siqueira, a plataforma começou a ganhar um status de ferramenta de trabalho para produtores de conteúdos. Os vídeos de gatinhos e memes esporádicos deram lugar a produtoras de vídeos profissionais, que viram na plataforma um meio independente de comunicação.

Hoje é possível achar os mais variados tipos de conteúdos no YouTube, desde pessoas com uma câmera, falando sobre os mais variados assuntos e alcançando públicos que muitas emissoras de TV invejam, até produções mais elaboradas, como esquetes, animações e programas jornalísticos.

O live streaming ganha cada vez mais espaço

Quando os serviços de streaming começaram a ganhar espaço, muitos produtores de TV, relutantes em enxergar o que era inevitável, diziam que os serviços de streaming ficariam com as produções e a TV com os eventos ao vivo.

Essa previsão não se concretizou, hoje já temos serviços de live streaming ganhando exclusividade em transmissão de eventos esportivos, como o Facebook Watch, com a Libertadores e Liga dos Campeões, e o DAZN, com a Copa Sul-americana e Campeonato Italiano. Coube às emissoras de TV se adaptarem, e hoje a maioria já transmitem a suas programações via live streaming.

Quais são os principais serviços de streaming?

YouTube

O YouTube foi a primeira plataforma global de streaming on demand. É a mais popular, pois permite que qualquer pessoa publique seu conteúdo, além de ser a segunda maior plataforma de buscas do mundo, perdendo apenas para o Google, que por sinal é do mesmo grupo empresarial.

É a mais democrática das plataformas, sendo utilizada por pessoas que querem registrar o seu dia a dia, produtoras profissionais, empresas jornalísticas, como serviço on demand de canais de TV, como o SBT e Band, entre outras produções.

Netflix

Se o YouTube foi a pedra fundamental para a popularização do streaming por demanda, o Netflix foi o responsável por trazer as grandes produções para o bolso das pessoas. Até então, para assistir uma série ou filme, as pessoas tinham os seguintes caminhos:

  • ir no cinema a cada lançamento, que pode ser caro para uma parcela da população;
  • esperar passar na TV e estar na hora certa no lugar certo;
  • ir em uma locadora e alugar um filme para ver em um determinado dia;
  • comprar os discos de DVD ou Blu-ray, o que na soma acaba sendo caro também;
  • buscar soluções ilegais, como DVDs piratas e downloads de arquivos, comumente corrompidos.

O Netflix abriu um novo mundo para os amantes de filmes e séries, colocando tudo na nuvem para que você possa assistir no aparelho, hora e local que quiser. Uma praticidade que deu um baque no mercado ilegal de mídias piratas, garantindo segurança e comodidade.

E pensar que até um tempo atrás a Netflix era apenas um serviço de delivery e aluguel de fitas de VHS, ou seja, um concorrente irrisório da gigante locadora Blockbuster. Enquanto uma enxergou no streaming o futuro, a outra acreditou na máxima: “em time que está ganhando não se mexe”. Hoje uma tem um mercado global e a outra faliu.

GloboPlay

A maior emissora de TV do país teve que se render ao streaming e lançou a sua plataforma, a GloboPlay. O site conta com as principais produções da emissora, com destaque para programas atuais e clássicos. Conta também com os programas jornalísticos das emissoras afiliadas.

Mais recentemente, para atrair usuários de outras plataformas, a Globo Play começou a adquirir os direitos de séries internacionais, além de lançar produções próprias diretamente para o serviço. Em algumas regiões do país a emissora transmite o seu sinal de TV aberta ao vivo, via live streaming

Spotify

O Spotify é o serviço de streaming que ajudou a dar um novo fôlego à indústria musical. Com o app, é possível ouvir músicas, criar playlists, ouvir playlists de terceiros, podcasts e descobrir novos artistas, por meio das indicações feitas pelo próprio app.

O assinante pode optar por um plano gratuito, com anúncios e algumas limitações para o smartphones e o pago, que permite o uso ilimitado, sem anúncios e com a possibilidade de ouvir offline. Está disponível para PCs, smartphones Android e IOS, com mais de 83 milhões de assinantes.

Como utilizar o streaming em meus conteúdos?

Muitas empresas estão aderindo ao streaming como ferramenta de marketing ou como uma forma de manter um canal direto com os seus clientes. Vídeo e áudio são conteúdos de consumo mais fácil do que textos, pois permitem que as pessoas consigam consumi-los e fazer outras atividades ao mesmo tempo.

Para que você consiga criar um material de qualidade, deverá atentar para os seguintes aspectos:

  • produção — pense no cenário, nos equipamentos necessários e na pós-produção, edição e adição de efeitos. A estrutura é fundamental para reforçar a autoridade da marca.
  • planejamento — planejamento de conteúdo, começando com as estratégias, como a análise do público-alvo e tipo de conteúdo que será desenvolvido. Depois disso, será necessário a criação de um bom roteiro;
  • canal — em qual ambiente você veiculará o seu streaming? Se o objetivo é ter exclusividade e fugir da pirataria, deverá hospedá-lo junto ao seu site, o que requer um planejamento prévio da hospedagem que deve escolher, pois estamos falando de um serviço com um alto fluxo de dados.

O streaming on demand já deixou de ser uma tendência, ele já é a realidade na produção e transmissão de audiovisual. De pessoas físicas aos grandes veículos de TV, está todo mundo aderindo a essa tecnologia. O seu site oferece essa inovação? Não perca tempo, comece desde já a entregar essa experiência aos seus visitantes.

E aí, pronto para aderir à tendência do streaming em seu site? Então, descubra se seu plano de hospedagem atende às demandas de seu site. Confira!

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of