fbpx

Servidor VPS: como usar essa alternativa na sua empresa?

Servidor VPS: como usar essa alternativa na sua empresa?

Máquina virtual que opera em um ambiente físico e que pode ser uma excelente opção para quem está em busca de uma hospedagem desenvolvida, segura, com baixo custo e com liberdade de uso, o servidor VPS tem se mostrado como a alternativa perfeita para um grande número de empresas.

Diante das suas características de configuração e funcionamento, somadas aos seus diversos benefícios, esse tipo de solução é capaz de unir o útil ao agradável. É por essa razão que a sua adoção é crescente e cada vez mais apreciada pelos gerentes de TI. 

Neste artigo, mostraremos tudo o que você precisa saber sobre um servidor VPS. Se está com problemas na performance do site e em busca de uma resolução para o afunilamento da sua hospedagem, não perca esta leitura em hipótese alguma. Confira!

O que é um servidor VPS?

Para compreender o que é um servidor VPS, nada melhor do que a explicação da sua própria sigla, que vem do inglês “Virtual Private Server”, Servidor Virtual Privado, em português.

Porém, para facilitar o seu entendimento, veja, a seguir, o que cada um dos três termos significa:

  • servidor: local em que ficam hospedados os dados e arquivos;
  • virtual: espaço não físico concebido por um software;
  • privado: ambiente restrito para o uso de apenas um único site e/ou sistema.

Surgindo da necessidade de um serviço de hospedagem que se encaixasse entre os métodos tradicionais, o VPS é uma ótima escolha para quem precisa de um servidor com uma maior capacidade de processamento e não quer ter que desembolsar grandes valores. 

É importante deixar claro que, quando falamos dos métodos tradicionais, estamos nos referindo às hospedagens compartilhada e dedicada. Para efeito de comparação, é interessante apresentarmos uma breve conceituação sobre elas:

  • hospedagem compartilhada: opção em que o site é armazenado em um servidor que divide os seus espaços e recursos com centenas de outros usuários;
  • hospedagem dedicada: opção em que o servidor é utilizado apenas para um único site, não existindo o compartilhamento dos seus recursos.

Nesse quadro, não é difícil entender que a hospedagem compartilhada é limitada em termos de recurso e desempenho, enquanto a hospedagem dedicada é robusta e direcionada à máxima performance.

Cabe salientar que essa diferença também será percebida no valor dos serviços: um plano de hospedagem dedicada é muito mais custoso do que os pacotes de hospedagem compartilhada.

Como acabamos de mencionar, o servidor VPS surgiu da necessidade de unir as vantagens “preço” e “desempenho”. Em resumo, pode-se considerá-lo como uma opção intermediária.

Na prática, um servidor VPS é aquele que dispõe de recursos semelhantes a um dedicado (mas com limites menores), mesmo compartilhando os seus espaços com outros clientes.

Como funciona um servidor VPS?

Visto o que é, você deve estar se perguntando, agora, como se dá o funcionamento de um servidor virtual privado, certo? Pois bem, como você acabou de ver, essa solução funciona como se fosse um servidor dedicado, no entanto, em um espaço compartilhado.

O ponto a destacar, nesse caso, é que isso só é possível devido ao processo de virtualização, que permite a execução de diversos sistemas operacionais em um mesmo hardware, sem que haja interferência entre eles (isolados).

Esse procedimento é baseado na instalação de um software chamado Hypervisor, cuja capacidade é dividir o hardware dos servidores dedicados em partes menores (fatiamento): cada uma dessas partes corresponde a uma máquina virtual, ou seja, ao VPS.

Os recursos são definidos (de acordo com as necessidades do usuário) e separados para cada ambiente virtualizado. Isso significa que existem diferentes espaços privados dentro de um servidor dedicado.

Dessa forma, o risco de ter o desempenho do seu site afetado pela maneira como os “vizinhos” utilizam o serviço é inexistente. Esse problema é comum e bastante recorrente no caso das hospedagens compartilhadas.

Vale ressaltar, também, que um servidor VPS tem o seu próprio sistema operacional, não havendo dependência de nenhum outro. Aliás, essa característica possibilita que você tenha liberdade em relação às aplicações que deseja utilizar.

Como configurá-lo?

Quanto à configuração, a observação a se fazer é que ela pode variar conforme o provedor da hospedagem. Em geral, há duas possibilidades: VPS gerenciado e semi-gerenciado.

Na primeira, a empresa contratada faz a configuração inicial e fornece um painel de controle para a administração do serviço. Aqui, você escolhe os recursos e não precisa se preocupar com mais nada, pois tudo é feito pelo fornecedor, incluindo um suporte de 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 dias por ano.

Na segunda, a configuração inicial também é realizada pela empresa contratada, porém, em um nível básico. Nessa opção, você seria o responsável pela instalação e manutenção de todos os serviços que quiser.

Por esse motivo, não se discute o fato de que um servidor VPS gerenciado é a alternativa mais vantajosa.

Para quais situações ele é mais indicado?

No que diz respeito às situações em que um servidor VPS é indicado, não há segredo algum. Se o seu projeto na Internet ainda não é grande o suficiente para exigir um servidor dedicado, mas já passou dos limites de usabilidade da hospedagem compartilhada, bingo! O VPS é a melhor escolha.

Contudo, sob um olhar mais amplo, a solução é recomendada para quem tenha aplicações Web que contam com um médio a grande número de usuários/visitantes. Como exemplo, incluem:

  • sites institucionais;
  • lojas virtuais;
  • blogs;
  • sites de jogos.

Além disso, não poderíamos deixar de falar que, se você busca liberdade para customizações, incluindo o uso de um firewall personalizado, um VPS será uma opção mais do que adequada: lembrando que você poderá escalar os seus recursos à medida que a sua empresa cresce e necessita de mais performance.

Por fim, tenha a certeza de que as vantagens de um servidor VPS são muitas. Alto desempenho, escalabilidade, flexibilidade, alta disponibilidade, segurança e baixo custo servem apenas para ilustrar.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo. Se quiser saber mais e ficar por dentro de outros conteúdos tão importantes quanto este, assine a nossa newsletter agora mesmo! Vamos lá!

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of