fbpx

Por que usar uma plataforma Magento? Entenda agora!

Por que usar uma plataforma Magento? Entenda agora!

Powered by Rock Convert

Utilizada por empresas como Burger King, Canon e Saraiva e movimentando mais de 155 bilhões de dólares em volume de mercadorias brutas todos os anos, a plataforma Magento é, sem a menor sombra de dúvida, uma das mais completas e robustas do mercado.  

Criada em 2007 pela Varien – uma desenvolvedora de softwares da Califórnia – seu sucesso foi tanto que, em meados de 2011, a solução foi adquirida por uma das maiores companhias da internet, o grupo Ebay.

Por isso, neste artigo, vamos apresentar tudo o que você precisa saber sobre essa ferramenta. Você verá o que é a plataforma Magento, quais são as suas funcionalidades e por que ela deve ser usada. Continue a leitura e confira!

O que é a plataforma Magento?

Começaremos então pelo começo. Brincadeiras à parte, a plataforma Magento nada mais é do que uma aplicação Web que permite a programação e a execução de todas as funções que se relacionam ao gerenciamento de uma loja virtual. Tecnicamente falando, a Magento é um software para e-commerces. Conforme uma avaliação da revista americana Inc., seu lugar está garantido entre as principais e melhores ferramentas da categoria.

Retornando um pouco à sua história, sobretudo ao ano em que a plataforma foi oficialmente lançada, em 2008, o ponto que a diferenciava das demais era os seus níveis de customização. A versão de lançamento foi batizada de Magento Community. Desde então, diversas reformulações aconteceram. Em 2015, os desenvolvedores (mais de 350 mil profissionais em todo o mundo) foram agraciados com o tão esperado Magento 2.0.

No entanto, embora seja essa a sua mais recente versão, a 1.9 (anterior) ainda é tida por muitos (para não dizer todos) como a mais completa e estável, razão pela qual é também a mais popular.

Quais são as suas características estruturais?

No que diz respeito às características estruturais da plataforma Magento, a primeira observação a se fazer é que esse software tem código aberto (Open Source), possibilitando, assim, um altíssimo nível de personalização.

A segunda é sua linguagem de programação, o PHP, amplamente utilizada em todos os cantos do planeta por programadores e outras ferramentas. Para se ter uma ideia da sua popularidade, o WordPress (CMS mais usado no mundo) também foi desenvolvido em PHP.

A terceira é o seu sistema de gerenciamento de banco de dados, o MySQL, que assim como o PHP, é uma das tecnologias mais populares da internet. Porém, o fator que a torna reconhecida é a sua arquitetura modular, composta por diversos módulos independentes, mas que em em conjunto dão a “cara do negócio”. Em termos técnicos, esse quesito é o seu principal diferencial. 

Em resumo, são esses módulos que permitem adicionar funções à loja e torná-la mais atrativa para os consumidores. Nesse contexto, estão inclusos os temas/templates e os plugins/extensões. Enquanto os temas são os responsáveis pelo aspecto visual, os plugins incorporam novos recursos. No Magento Marketplace, você encontrará tudo o que precisa para “desenhar” o seu site de vendas online. O Theme Forest é outra opção.

Quais são as suas funcionalidades?

Chegamos agora em uma parte muito importante, as funcionalidades da plataforma Magento. E acredite, são muitas! A seguir, mostraremos as mais utilizadas, que incluem:

Marketing e conversão

  • cupons de desconto;
  • preços promocionais;
  • itens relacionados;
  • kits de produtos;
  • opção de frete gratuito;
  • banners;
  • landing pages por categoria;
  • mercadorias vistas recentemente;
  • envie este produto para um amigo;
  • criação de lista de desejos.

Gestão do e-commerce

  • customização do design;
  • administração e controle de permissões de usuários;
  • criação e gestão de múltiplas lojas;
  • suporte para diversos idiomas;
  • gerenciamento de conteúdo.

SEO (Search Engine Optimization)

  • geração automática de sitemaps;
  • meta descriptions para categorias, páginas e produtos;
  • URLs amigáveis;
  • ambiente 100% de acordo com as práticas de SEO.

Nagevação

  • buscas por sugestão;
  • breadcumbs;
  • criação de landing pages;
  • exibição de produtos por lista ou grid;
  • comparação de produtos.

Catálogo de produtos

  • produtos simples, configuráveis e agrupados;
  • venda e/ou downloads de produtos virtuais;
  • controle de estoque;
  • inserção da marca (marca d’água);
  • gestão do inventário;
  • alertas RSS;
  • redimensionamento de imagens;
  • zoom nas imagens;
  • disponibilidade de produtos.

Pedidos

  • imprimir pedidos;
  • status de compra;
  • criação e edição das solicitações; 
  • notificações de e-mail (e-mail transacional).

Checkout e pagamentos

  • comprar como convidado ou usuário já registrado;
  • opção de criar conta no início do processo de checkout;
  • envio para múltiplos endereços;
  • inúmeras formas de pagamento (cartões de crédito, transferência e boleto bancário, PayPal, PagSeguro etc);
  • certificado de segurança SSL.

Analytics

  • integração ao Google Analytics;
  • relatórios de negócio (pedidos, vendas, carrinhos abandonados, chargeback etc);
  • produtos mais vistos e vendidos;
  • termos de pequisa mais populares.

Serviço ao cliente

  • formulários de contato;
  • criação e edição de pedidos conforme a orientação dos consumidores;
  • tracking de pedidos;
  • histórico de pedidos;
  • assinatura de newsletter;
  • lista de desejo com comentários;
  • alteração de dados (e-mail, senha, cartões etc);
  • definição de cobrança padrão.

Lembrando de que a “liberação” dessas funcionalidades dependerá dos módulos instalados na plataforma.

Por que utilizá-la?

Diante de tudo o que foi visto até aqui, fica fácil de entender por que a plataforma Magento é tão apreciada pelo comércio eletrônico. Mas se você pensou que já acabou, está muito enganado! Ainda tem mais: além de todos os recursos disponíveis, ela ainda é uma alternativa inteligente para melhorar as vendas por meio da experiência do usuário.

Nesse caso, estamos nos referindo ao fato de que, ao utilizá-la em seu e-commerce, é possível focar em questões como UI (User Interface) e UX (User Experience). Em suma, pode-se considerá-las como abordagens que visam proporcionar um ambiente leve, bonito e agradável de se navegar. 

Lojas virtuais desorganizadas e com uma aparência de amadorismo dificilmente se tornarão um case de sucesso. Muitas vezes, o problema se inicia justamente no seu sistema. Por isso, nada mais justo do que optar pela líder de mercado na sua categoria, a plataforma Magento. Obs: certifique-se de que a sua hospedagem de sites possa lhe garantir o bom desempenho da solução.

Então, é isso! Esperamos que você tenha gostado deste artigo sobre a plataforma Magento. Se sim, o compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas possam conhecer essa magnífica ferramenta!

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of