fbpx

A maneira como trabalhamos está mudando rapidamente. Para atender às demandas de clientes, concorrentes e investidores, as empresas precisam de novas e ousadas formas de trabalhar. A gestão ágil tem a promessa de permitir que as empresas trabalhem nessas novas formas para atingir seus objetivos mais rapidamente e agregar maior valor aos clientes.

Não à toa, executivos seniores reconhecem cada vez mais que as metodologias ágeis estão transformando o mundo. Uma pesquisa da McKinsey mostra que mais de 90% deles querem ser ágeis, enquanto menos de 10% atualmente veem sua própria empresa como “altamente ágil”.

Neste artigo, nós mostraremos como a metodologia ágil pode transformar a gestão do seu negócio e otimizar seus resultados. Acompanhe!

O conceito de gestão ágil

Em resumo, a metodologia ágil é um tipo de processo de gerenciamento de projetos usado, principalmente, para o desenvolvimento de software, em que demandas e soluções evoluem por meio do esforço colaborativo de equipes auto-organizáveis ​​e multifuncionais de seus clientes.

Já a gestão ágil é a aplicação dos princípios do desenvolvimento ágil a vários processos de gerenciamento de negócios.

Os benefícios para os negócios

A abordagem ágil define as metas de negócios e os critérios de sucesso em incrementos menores, levando um projeto a várias rodadas de desenvolvimento, teste e implantação. O ciclo constante de design, teste e introdução fornecem subconjuntos contínuos de recursos de alto valor e os coloca nas mãos dos usuários o mais rápido possível.

Para os negócios, adotar uma abordagem mais ágil oferece uma série de vantagens, tornando-os mais eficientes e aumentando os resultados. A seguir estão alguns benefícios da metodologia ágil.

Resposta rápida às mudanças do mercado

A coisa mais inevitável sobre as metodologias e processos tradicionais é a falta de flexibilidade que os acompanha. As práticas ágeis são de natureza bastante dinâmica, oferecendo espaço suficiente para que uma resposta rápida seja alterada.

A gestão ágil tem mais a ver com garantir entrega rápida, junto a uma saída sustentável e de alta qualidade, pois ela envolve iterações curtas e o tempo entre essas renovações oferece a oportunidade de responder rapidamente às mudanças.

Comunicação aprimorada

Muitas vezes, a comunicação ineficaz e a falta de colaboração levam a projetos e negócios fracassados por, pelo menos, um terço do tempo. Estruturas ágeis são projetadas de maneira a gerar feedback rápido, incorporando melhor colaboração e confiança entre as pessoas que trabalham juntas, diferentemente dos estilos tradicionais de gerenciamento.

Aprimoramento dos processos

As necessidades das empresas mudam de tempos em tempos e de tendência em tendência. Elas esperam resultados mais rápidos e se adaptam facilmente às mudanças e necessidades dos negócios. É difícil fazer isso sem os processos corretos. A metodologia ágil leva a um método mais organizado de cuidar das necessidades de negócios estruturadas.

A implementação de uma gestão ágil

Podemos considerar a gestão ágil como um conjunto que envolve planejar, executar, aprender e repetir — lembrando que isso tudo pode ser feito remotamente. Vamos entender melhor sobre a implementação dessa metodologia a seguir, começando pelas principais estruturas ágeis.

Compreendendo as principais estruturas

As estruturas ágeis são métodos que podem e devem ser usados como referência para a adoção da agilidade. Por meio deles, é possível experimentar a mentalidade ágil na prática. Apresentamos algumas dessas estruturas a seguir.

Scrum

O Scrum é uma estrutura na qual as pessoas podem lidar com problemas complexos de adaptação enquanto produzem, de maneira produtiva e criativa, produtos com o maior valor possível. O Scrum é empírico, pois fornece um meio para as equipes estabelecerem uma hipótese de como elas acham que algo funciona, experimentam, refletem sobre a experiência e fazem os ajustes apropriados.

Kanban

Kanban é uma palavra japonesa que significa “placa ou sinal visível”. A ferramenta é originária do sistema de produção da Toyota e foi projetada para fornecer uma visão completa do fluxo de tarefas executadas nas linhas de montagem.

Programação extrema (XP)

Programação extrema, ou simplesmente XP, é uma estrutura ágil focada no escopo do desenvolvimento. Esse método leva o produto ou serviço ao extremo em um conjunto de práticas como testar, revisar, integrar, simplificar e renovar de uma forma bem rápida, para acompanhar constantemente o desenvolvimento do projeto. O XP é recomendado para equipes que precisam trabalhar com requisitos vagos e constantes mudanças de metas.

PDCA

PDCA é um acrônimo para “planejar, fazer, verificar e agir”, que define uma técnica iterativa de solução de problemas em quatro etapas usada para melhorar os processos de negócios. As empresas que buscam aprimorar seus processos internos e externos geralmente implantam a metodologia PDCA para minimizar erros e maximizar resultados.

Uma vez efetivadas, as empresas podem repetir o Ciclo PDCA e torná-lo uma constante em sua organização como algo de um procedimento operacional padrão.

Adaptando o comportamento ágil

Antes de tudo, os comportamentos ágeis não pertencem a nenhuma estrutura e podem ser implementados de maneira concebível facilmente. Esses comportamentos simplesmente ajudam a estabelecer um ambiente ágil mais transparente e colaborativo, mesmo além do desenvolvimento de software.

Segundo, os comportamentos ágeis não apenas acomodam a visibilidade do trabalho da equipe de negócios, mas permitem melhor priorização e detalhamento do trabalho e das tarefas do projeto. Eles também apoiam a definição e o alcance de metas curtas e direcionadas e aumentam a colaboração entre os membros da equipe.

Finalmente, o comportamento ágil incentiva a comunicação do progresso dentro e fora da equipe, sem adicionar longas reuniões que tiram o trabalho priorizado.

Criando um ambiente responsivo

Além de mudar a mentalidade e o comportamento das equipes de negócios, a própria organização também deve se adaptar. À medida que a adoção da gestão ágil avança, a organização deve defender um ambiente de suporte que permita que seus indivíduos respondam melhor às mudanças e se adapte à medida do sucesso e do valor comercial, para atender às necessidades dos clientes.

Como o desenvolvimento de software, os departamentos de negócios de uma organização, os escritórios de gerenciamento de projetos e o desenvolvimento de produtos também enfrentam problemas complexos — geralmente com muitas incógnitas ou requisitos variáveis, que só podem ser abordados quando mais informações se tornam disponíveis.

Em suma, ao quebrar os esforços, fazer parceria com clientes para obter feedback rápido e eliminar silos por meio da colaboração interfuncional, esses grupos podem aproveitar a gestão ágil para enfrentar os desafios de um jeito mais reativo. As organizações podem apoiar a agilidade desses grupos, incentivando a adaptação dos comportamentos ágeis e criando um ambiente responsivo.

Agora que você conhece os benefícios da gestão ágil, aproveite sua visita ao nosso blog e confira agora o guia completo sobre metodologia ágil!

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.