Dicas para otimizar a performance do WordPress

Dicas para otimizar a performance do WordPress

Popular sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS) para web, o WordPress é uma das ferramentas mais famosas (e poderosas) para a criação de blogs.

O tipo de licença (de código aberto), a facilidade de uso, a capacidade de extensão através de plugins, temas e programação PHP/MySQL, assim como as características do gerenciador de conteúdo permitiram o crescimento expressivo do uso da ferramenta. 

Hoje, além de blogs, o WordPress é utilizado como plataforma para o desenvolvimento de sites de comércio eletrônico, revistas, jornais, sites corporativos, portais de conteúdo, entre outros formatos.

Fundamentais para permitir o desenvolvimento da ferramenta, plugins e temas (quando usados em excesso) podem gerar uma sobrecarga no servidor, tornando a aplicação lenta. Para permitir que seu site com WordPress tenha sempre o melhor desempenho, separamos algumas dicas de manutenção e otimização – que você pode conferir abaixo.

Otimização WordPress: 5 dicas práticas para reduzir o consumo de recursos

O WordPress não é um CMS pesado. Mas pode se tornar lento, caso não haja manutenção e otimizações. Abaixo, algumas dicas que podem melhorar o desempenho, que também podem ser muito úteis caso o site esteja consumindo uma carga excessiva de recursos da CPU.

    • Mantenha o WordPress atualizado: normalmente as versões mais atualizadas possuem códigos otimizados para reduzir o consumo de recursos da CPU do seu site. Além disso, a atualização normalmente garante melhorias na segurança e no banco de dados.
    • Habilite plugins de cache: o WP Super Cache é uma das recomendações, já que é um plugin simples e fácil de gerenciar. Se precisa de um plugin mais avançado e rico em funcionalidades, a dica é o W3 Total Cache.
    • Remova componentes e plugins desnecessários: faça constantemente uma análise dos plugins e componentes em uso. Caso não utilize muito (ou perceba que um plugin específico utiliza muitos recursos), opte por desabilitá-lo. Recomendação: mantenha o número de plugins entre 3 e 5, além do plugin de cache.
    • Escolha um tema leve e limpo: alguns temas geram uso intensivo de CPU. Por isso, opte sempre por temas mais leves e limpos. É importante também revisar se eles geram algum problema ou erro (a informações pode ser visualizada no cPanel, na aba Logs de Erro).
    • Evite spam e bots: para evitar spam, a recomendação é utilizar plugins como o Akismet (que é muito leve) e o Captcha.