SEO: como e por que pensar na experiência mobile?

SEO: como e por que pensar na experiência mobile?

Segundo dados da Vivera Mobile, no Brasil, 51,4 milhões de pessoas já utilizam smartphones com acesso à internet, e, atualmente, este é o dispositivo mais utilizado para acesso a web em casa (36%), seguido por desktop (25%) e tablet (6%). Ainda que os sites mais acessados sejam os de redes sociais, e que a caixa de emails venha em segundo lugar, cresce cada vez o número de buscas realizados em mobile. Como já falamos aqui, não basta apenas manter a página de seu negócio na internet, é preciso que ela seja encontrada – o trabalho de SEO é fundamental para alcançar esse objetivo. No entanto, ainda que seja a base do SEO, não é somente o conteúdo que irá garantir sua presença nas buscas do usuário, pois, além de ser encontrado, você precisa oferecer uma boa experiência de navegação. É nesse ponto que entra um aspecto essencial: a otimização para dispositivos móveis ou SEO mobile.

Ainda que se aproprie das mesmas técnicas do SEO tradicional, atentando para o uso de palavras-chave, links externos, conteúdo de qualidade, o SEO mobile é definido, principalmente, pelo perfil de comportamento dos usuários em plataformas móveis. Ainda que o termo “dispositivos móveis” compreenda smartphones, que executam Android, iOS e Windows, existem outros tipos de dispositivos, também de acesso remoto, como tablets, celulares multimídia e feature phones – categorias específicas que podem não necessitar de otimização diferenciada ou que não suportam determinados tipos de otimização. Nesse post, vamos abranger a categoria de smartphones, considerando o maior número de acessos por usuários nessas plataformas.

Sites mobile: principais tipos de configuração

É fato: seu site precisa ter uma boa leitura em dispositivos móveis. Existem, pelo menos, três tipos de configurações que podem ser definidas em sua página para uma boa apresentação mobile – e, por consequência, bons resultados de busca por meio desses dispositivos. São modos de estruturas as páginas de seu site, para que os mecanismos de busca realizem uma melhor leitura de suas páginas.

Design responsivo

Utiliza o mesmo código HTML e URL (endereço) de uma página, independente do dispositivo de acesso, mas adapta o formato de exibição baseado no tamanho da tela.

Serviço dinâmico (Dynamic Serving)

Tipo de configuração em que o servidor exibe um código HTML diferente para a mesma URL baseado no dispositivo usado para o acesso.

URLs separadas

São páginas diferentes, com HTMLs e URLs diferentes, sendo que uma é pensado para acessos em desktops e, a outra, pensada exclusivamente para dispositivos móveis.

Apesar de não favorecer apenas um tipo de configuração, desde que o site seja rastreável, o próprio Google recomenda o uso de páginas responsivas. Esse tipo de formatação facilita o compartilhamento de conteúdo entre usuários (mesmo endereço), auxilia os algoritmos do Google a indexar sua página de maneira mais precisa e rápida (já que rastreia o site apenas uma vez), não exige redirecionamentos (e evita erros comuns em atualizações) e exige menos tempo de produção e revisão de páginas.

Otimização mobile: recomendações

Home e navegação

É importante que a home do seu site, pensado para mobile, apresente seus produtos/serviços de forma bastante clara e direta. Em desktops, essa página pode conter diversos tipos de conteúdo, com atrativos dos mais diversos. Em dispositivos móveis, isso muda. É importante deixar botões de ação bem destacados (como “clique aqui”, “contato”), além de menus curtos, considerando que a rolagem no mobile pode ficar muito maior – é interessante quebrá-los também em categorias. Botões de retorno para a página principal também são bastante importantes.

Buscas e resultados

O campo de busca de seu site na versão mobile deve ser maximizado, considerando o tamanho da tela de acesso. Posicionar o campo de busca no topo da tela, abertos para inserção de texto e que contenham filtros de busca, são mais bem recebidos. É importante que todos os resultados de busca sejam relevantes ao usuário, que necessita de respostas inteligentes, rápidas – e que possam prever, inclusive, correções de ortografia, por exemplo.

Compras e mobilidade

Ainda que almeje conversões, sua página precisa prever diferentes tipos de acesso. A jornada de compra do consumidor está cada vez mais complexa e os usuários tendem a fugir cada vez mais de cadastros desnecessários, muitas etapas para concluir sua ação, entre outros. É importante evitar que o usuário necessite realizar um cadastro prévio para navegar pelas páginas no mobile, que possam realizar compras e, somente depois, precisem preencher seu cadastro. Se for possível integrar logins de redes sociais para facilitar o acesso, ainda melhor. O botão “clique para ligar” para tirar dúvidas com atendimento também é bem importante.

Usabilidade

Revise todos os links de seu site e verifique se todas as páginas estão formatadas para dispositivos móveis. Você não pode correr o risco de o usuário clicar em um conteúdo na versão mobile e cair em uma página criada para desktop. Projete suas telas de maneira que o usuário possa escolher a orientação (retrato ou paisagem) e não precise utilizar o zoom – em caso de e-commerce, disponibilize imagens expansíveis dos produtos. Outra questão importante: tente resolver tudo em o menor número de telas possível. Lembre-se que o visitante mobile não vai querer ficar pulando de janela em janela, aguardando o carregamento.

SEO mobile: algumas dicas

Uma das principais caractarísticas da otimização para buscas de sites mobile é pensar em buscas locais. Em um recente update de seus algoritmos de pesquisa, o Google passou a priorizar a localização como fator-chave para o rankeamento de página mobile. Além disso, o tempo de pesquisa tende a ser menor em dispositivos móveis. Segundo uma pesquisa recente do Google, uma queda da primeira para a quarta posição nos resultados em motores de busca pode significar uma perda de até 90% na taxa de cliques – o que indica que o usuário tem períodos menores de atenção. Selecionamos algumas dicas que podem ajudar no rankeamento de sua página mobile.

  1. Pense como usuário mobile: que tipo de busca meu público realiza em dispositivos móveis? Que tipos de problema ele busca resolver? Como minha página pode atender essas necessidades? Ao responder essas perguntas, fica muito fácil pensar quais palavras-chave estão mais alinhadas ao comportamento do usuário e criar conteúdos que o satisfaçam. Ainda que você utilize ferramentas para pesquisar palavras-chave, é importante que imagine qual seriam as prováveis buscas em canais móveis. E, ao determinar que tipos de pesquisa realizam, alinhe também suas expectativas com relação ao seu site. Se alguém buscar por “camisetas femininas”, por exemplo, e encontrar sua página, essa pessoa conseguirá realizar uma compra na versão mobile de sua página?
  2. Utilize dados estruturados: considerando o espaço da tela de dispositivos móveis, os resultados de pesquisa que incluem rich snippets (informações inseridas na estrutura HTML de um site, que objetivam organizar e classificar um conteúdo na web). Essas informações podem ser classificações (reviews) ou mesmo a menção ao autor de um artigo. O uso desse recurso ajuda na semântica das páginas web e pode reverter em um alto número de acessos à página.
  3. Otimize imagens e vídeos: não utilize arquivos em flash (que não são legíveis por iPhones, por exemplo), prefira vídeos embedados de outros de outros sites para garantir a reprodução e verifique se as imagens da página não ficam sobrepostas para uma melhor usabilidade.
  4. Reduza a velocidade de carregamento da página: considerando possíveis problemas de hardware e conectividade, a velocidade de carregamento de páginas é ainda mais importante em dispositivos móveis. Reduzir o tamanho dos arquivos de imagem, por exemplo, pode ser uma boa estratégia. Inclusive, você pode utilizar o Google Page Speed Insights para descobrir se seu site carrega rapidamente.
  5. Melhore resultados sobre buscas locais: certifique-se que seu site contenha metadados com informações de seu negócio/empresa, como endereço correto, localização por coordenadas, números de telefone para contato e horários de atendimento.

Agora que já sabe a importância de investir na experiência mobile de seu site, continue ligado em nossa série de artigos e saiba mais sobre estratégias específicas para diferentes tipos de canais.

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of