SEO: como a otimização de sites pode impulsionar seu negócio

SEO: como a otimização de sites pode impulsionar seu negócio

“Quero meu site no Google!”. Como empreendedor você deve ter esse desejo, certo? Você já sabe que estar presente na internet, com um site de sua empresa, é fundamental para alavancar as vendas de seus produtos ou serviços, e também entende que uma das melhores maneiras para seu negócio ser encontrado na web é através de mecanismos de busca. E não em qualquer um: precisa ser no Google. Ainda que existam diversas ferramentas disponíveis online, o buscador permanece bem à frente dos demais, principalmente em termos de uso: segundo dados da ComStore, 88% das buscas realizadas na internet são feitas através do Google, que recebe cerca de 3 bilhões de consultas ao dia. Só no Brasil, a cada 100 buscas realizadas, 81 são feitas na ferramenta.

Considerando esse cenário, iniciamos uma série de artigos que abordam a importância do SEO em sua página para alavancar sua presença online. Neste primeiro post, abordaremos o conceito de SEO, motivos para investir nessa tecnologia, modos de funcionamento e o que você precisa ter em mente para iniciar com as estratégias de otimização de sites para buscas. Não há discussão sobre a relevância do Google nesse processo, por isso enfocaremos em práticas relativas especificamente a esse buscador.

O que é SEO?

Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca trata-se de um conjunto de estratégias de aprimoramento, em um site ou blog, com o objetivo de melhorar seu posicionamento em mecanismos de busca na internet (como Google, Bing, Yahoo!, entre outros). A presença de uma página em sites de busca pode se constituir de duas formas: links patrocinados e resultados orgânicos. Os links patrocinados, prática conhecida como Search Engine Marketing (SEM), são exibições pagas, destinadas a espaços específicos da página de busca, destacados como anúncios. Os resultados orgânicos são os links para sites exibidos gratuitamente, em maior espaço, mas que dependem de um forte trabalho de SEO. As práticas de SEO tem o objetivo não somente de melhorar a exposição de um site em buscas na web, mas também conduzir visitas de usuários que se interessem por sua área. Geralmente os resultados orgânicos recebem cerca de 70% dos cliques, isso porque os usuários acreditam que aquele determinado conteúdo será mais relevante para ele e não aparece ali apenas por ser pago.

É importante esclarecer que as aplicações de SEO podem, sim, gerar ótimos resultados para sua página, mas geralmente em médio e longo prazo. SEO não pode ser feito do dia para a noite, exige muita dedicação e paciência, já que os buscadores mudam constantemente suas variáveis de indexação e que as melhorias realizadas em seu site só serão plenamente visíveis após um longo período de tempo. Outra questão importante: seu site está preparado para figurar nas primeiras páginas de busca? Muito além da aplicação de técnicas de rankeamento, está a apresentação de sua página, arquitetura de informações, usabilidade, responsividade, entre outros tópicos. De que adianta seu site ser exibido no Google e, quando o usuário o acessa, não consegue acesso às informações que busca?

Por que investir em SEO?

Ainda que exija bastante trabalho e que os resultados não sejam tão rápidos, as recompensas trazidas pela aplicação de estratégias de SEO podem ser bastante gratificantes. Além do aumento da visibilidade e credibilidade de sua empresa, o posicionamento em mecanismos de busca trata-se de uma das estratégias de marketing digital mais efetivas. Com boas aplicações de SEO é possível aumentar o número de vendas em um site, por exemplo, já que é mais fácil atingir um usuário que está justamente buscando um determinado produto ou serviço em sua busca. Se considerarmos o baixo investimento, as possibilidades de alcance do site, de segmentação nos resultados de pesquisa e altas taxas de fechamento de negócios, é possível concluir que a aplicação de técnicas de otimização de sites tem um ótimo ROI (retorno sobre investimento), em comparação a outras mídias de divulgação, por exemplo.

Neste ponto surge um questionamento: o investimento em links patrocinados, por apresentar resultados mais rápidos que estratégias de SEO, não é um investimento mais certeiro? Não necessariamente. Segundo uma pesquisa realizada pelo especialista em Marketing Digital, Evgenii Prussakov, 82% dos usuários conhecem a diferença entre os resultados orgânicos e pagos nos buscadores. Além disso, 72% afirmaram ter mais confiança em links orgânicos, e, por estarem mais em busca de soluções e informações, não costumam digitar nomes de empresa, focando somente no tema de interesse. Em casos específicos, o investimento em links patrocinados pode ser justificado, por exemplo, na dificuldade de posicionar um conteúdo que contenha palavras-chave ou temas mais genéricos ou mesmo para sites que estejam iniciando descobrirem quais termos valem a pena serem trabalhados em SEO. Mesmo assim, muito além de uma oferta, o maior número de buscas se concentra em conteúdos que a circundem. Aliás, o conteúdo é a peça-chave do SEO.

Como funciona o SEO?

Se antes o SEO era focado apenas em palavras-chave específicas e no rankeamento, hoje a atenção passa a ser a maneira como as pessoas se engajam com marcas, produtos e serviços, além do retorno sobre investimento nas estratégias de otimização. Entre os pontos principais do SEO estão a análise de métricas, a criação de conteúdo qualificado, o marketing voltado à mídias sociais e a pesquisa de palavras-chave. As estratégias de otimização de sites para mecanismos de busca são baseadas em três pilares básicos: tecnologia, autoridade e conteúdo. Considerando as especificidades de cada um desses pontos é possível gerar ótimos resultados.

Seja indexado: a raiz tecnológica do SEO está na capacidade de rastreamento de sua página pelos motores de busca. Para que os buscadores exibam seu site é preciso que sua estrutura esteja bem organizada, o que exige além de uma boa programação, uma boa estruturação de conteúdo e links, por exemplo. É comum que recursos especiais utilizados em sites, como Flash e Java Scripts, dificultem o rastreamento de ferramentas de pesquisa, logo, soluções mais simples, em formato de texto são mais efetivas. É importante também ter páginas separadas com conteúdos específicos dentro de seu site para um melhor rankeamento. Quer saber se as páginas do seu site estão sendo indexadas pelo Google? Faça um teste: entre no buscador e digite “site:seusite.com.br” e verifique os resultados.

Seja fonte: menções e links de qualidade que direcionem para sua página são as bases para sua credibilidade na internet. Este conceito de autoridade, ainda que agora esteja cada vez mais focado na qualidade em comparação à quantidade, é bastante importante para o posicionamento em motores de busca. O chamado Link Building deve ser guiado pelo marketing de conteúdo, que além de prever parcerias entre sites e blogs, depende de uma produção de materiais de qualidade.

Seja relevante: com relação ao conteúdo, o ponto central do SEO, se antes a criação e organização era pensada apenas para as ferramentas de busca, atualmente a produção de conteúdo é focada na qualidade e relevância para o usuário, voltado à atração da audiência. 88% das empresas que realizam práticas de SEO atualmente dizem que as estratégias de marketing conteúdo estão intimamente ligadas às de otimização para buscas. A base de um conteúdo otimizado está no estudo das melhores palavras-chaves, que hoje, muito além de estarem relacionadas ao rankeamento, focam na cauda longa de pesquisas, nos termos que abrangem a necessidade dos usuários. Por exemplo, termos genéricos como “hospedagem”, por exemplo, são mais difíceis de serem rankeados, enquanto termos mais específicos, como “hospedagem de sites no Brasil” são mais efetivos.

Pronto para começar? Planeje sua estratégia SEO

Antes de iniciar os procedimentos técnicos de otimização em seu site é preciso organizar a casa. Além de definir objetivos a serem atingidos com o investimento em SEO, é necessário estipular quais frentes serão ativadas e quais são as prioridades. Selecionamos alguns tópicos importantes a serem considerados no processo de planejamento:

  1. Conheça seu público-alvo: o importante é não começar um projeto de SEO totalmente no escuro. E faz parte de um planejamento de marketing entender o comportamento do seu público-alvo, nas pessoas que você quer atingir. Onde elas estão? Que redes sociais utilizam? Que tipo de pesquisas realizam? Essas definições podem balizar todo o seu projeto, e principalmente a sua produção de conteúdo.
  2. Analise o comportamento do usuário: o acesso de usuários em seu site é uma ótima base para guiar melhorias e implementações para a otimização em buscas. O que pode ser feito para melhorar a comunicação com seu cliente? Quais páginas são mais acessadas? Quais geram menos conversão? Como você pode gerar mais leads? Analise a fundo as métricas de sua página, com o próprio Google Analytics, e mapeie como os usuários chegam, saem e consomem os conteúdos de sua página.
  3. Repense a arquitetura de informação: proporcionar uma navegação intuitiva é uma das melhores maneiras de fisgar o usuário. Organize as informações de sua página, as distribua em categorias, entregue os dados necessários de forma simples e rápida. Para se certificar, realize testes de usabilidade. Sites com boa arquitetura de informações são privilegiados pelo Google.
  4. Foque no mobile: recentemente o Google realizou uma das maiores modificações em seus algoritmos de busca e passou a priorizar sites que sejam projetados para mobile. Com o crescimento exponencial do acesso à internet (e do número de pesquisas em buscadores) em dispositivos móveis é fundamental que sua página seja responsiva e legível nesses aparelhos. Quer verificar se sua página já é responsiva? Acesse o Google Webmasters Tools.
  5. Estude a concorrência: antes de dedicar seus esforços ao SEO é importante analisar o que sua concorrência tem feito nesse sentido. Defina as forças, as fraquezas, as oportunidades e as ameaças que podem surgir diante disso. Utilize ferramentas, como o SEMRush e a aHrefs e também realize pesquisas no Google por termos que lhe interessem.
  6. Idealize conteúdos de qualidade: planeje não apenas conteúdos textuais, explore também vídeos, imagens e infográficos otimizados para buscas. A inovação visual, além da usabilidade da página e riqueza do conteúdo, é de extrema importância. Foque em seu público, no que ele quer consumir e precisa saber sobre sua empresa ou sobre sua área de atuação investindo em um blog, com notícias, dicas e tutoriais. Com as atualizações constantes dos algoritmos de busca é preciso rever suas estratégias em conteúdo constantemente, mas é fundamental estruturar previamente os pilares que as guiarão.

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of