Mais git com o hub: a linha de comando do Github

Mais git com o hub: a linha de comando do Github

Utilizar o git para controle de versão e Github para hospedagem desse código é uma das grandes certezas em boa parte das empresas e projetos de hoje em dia. O Github sempre procura inovar e oferecer novos recursos, atalhos e etc, porém, a necessidade de abrir o navegador e interagir com sua interface gráfica em alguns momentos pode ser um pouco improdutivo. Quer um exemplo simples? Pense nos passos que precisamos fazer sempre que queremos criar um novo repositório. Abrir o site, clicar no ícone de + no canto da tela, clicar em New Repository, escolher o nome e finalmente clicar em concluir.

Feito isso, o repositório estará criado, mas ainda será necessário associá-lo ao nosso projeto local. Por exemplo, considerando que criamos um projeto chamado exemplo no Github, e já temos o projeto com o mesmo nome criado em nosso workspace local, faríamos:

git remote add origin git@github.com:Usuario
/post_sample
.git
git push -u origin master

É um processo bem simples e o próprio Github mostra as linhas que você precisará executar localmente, mas são vários passos envolvendo o terminal e browser para uma tarefa tão trivial, não acha? Pra nos ajudar com essas e outras tarefas rotineiras existe o hub, a ferramenta de linha de comando oficial do github. Ela nos oferece uma serie de features e comandos extras deixando nosso trabalho com Github mais simples e produtivo.

Instalando e configurando

Se você usa mac, pode fazer o download via HomeBrew (brew install hub). Caso contrário, poderá baixar o binário da última versão compilada e adicionar no seu path, ou clonar o repositório e rodar um script de build. As instruções de instalação estão disponíveis no README do projeto no github. Para confirmar que a instalação funcionou, basta executar o comando hub version. A saída será parecida com:

git version 1.7.6
hub version 2.2.0

Tudo mais simples com hub

Você perceberá que esse plugin não oferece tantas features assim, mas as poucas que oferece, fazem seu uso valer a pena. Vou mostrar uma seleção pessoal das minhas favoritas aqui, mas você encontrará a lista completa no README do projeto ou executando o comando hub help.

Criando um novo projeto

Lembra de todos os passos necessários para criar um projeto no github? Abrir o browser, dar vários clicks, etc. Com hub basta você acessar a pasta do projeto local que pretende hospedar — ou criar um novo, utilizando o git init nome-do-projeto –, e depois executar:

hub create

Tudo pronto, além de criar o repositório remoto no seu Github, ele vai fazer o remote addadicionando esse repositório como origem. Legal, não é? Se você quiser testar, basta fazer:

git init exemplo_hub
cd
exemplo_hub
hub create

Quase que instantaneamente ele exibirá a mensagem:

Updating origin
created repository: Usuario
/exemplo_hub

Só isso. Você ainda pode utilizar o comando hub browse, que abrirá a página do novo projeto em seu navegador default.

Também é possível criar o projeto em outro repositório que você tenha acesso, passando oNOME_DO_REPO/NOME_DO_PROJETO. Posso, por exemplo, executar o seguinte comando para criar um projeto chamado exemplo_hub no repositório da valuehost

hub create valuehost
/exemplo_hub

Outras facilidades: Clone e Fork

Fazer o clone de um projeto é uma necessidade essencial, fazemos isso o tempo todo! Para clonar um repositório chamado Framework2015 em sua máquina, por exemplo, você faria algo como:

git clone git@github.com
/valuehost
:framework2015.git

Com hub o processo é um pouquinho menos verboso. Repare:

hub clone valuehost
/framwork2015

É um detalhe pequeno, mas bastante conveniente. O ganho maior está realmente no processo de fork, onde tradicionalmente somos obrigados a abrir o navegador, acessar o repositório do Github, clicar em fork, e depois fazer um clone de nosso fork ou atualizar o endereço remoto do clone que fizemos do projeto original.

Que tal no lugar disso fazer apenas um hub fork? Basta acessar a pasta do projeto que você clonou, executar esse comando e pronto. Além de criar o fork em sua conta do Github, o hub também vai atualizar a origem remota do repositório para você.

Pull requests e muito mais!

Depois de fazer as alterações no seu fork, você provavelmente fará um pull-request para o projeto original. Como isso é feito atualmente? Via interface do Github. Novamente: abrir o navegador, ir até sua branch, clicar em pull-request, mudar a origem para o repositório original e por fim digitar o titulo e a descrição. Com hub você executa um simples hub pull-request. Um editor será exibido e você digitará apenas o título e opcionalmente uma descrição, separados por uma quebra de linha.

Título desse meu pull request
Alguma descrição opcional
# Requesting a pull to Usuario:master from Usuario:exemplo
#
# Write a message for this pull request. The first block
# of text is the title and the rest is description.

Caso o pull request não tenha uma descrição, você ainda pode utilizar a opção -m, passando o título no próprio commando:

git pull-request -m
"Título do meu pull request"

Além disso você pode passar outros parâmetros, como -b (destino) e -h (origem)

git pull-request -m
"nova feature"
-b github:hub -h Usuario:feature

Existem diversos comandos além dos comentados aqui no post. Você pode ver um pouco mais no repositório do projeto:
https://github.com/github/hub#commands

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
  Subscribe  
Notify of