Inodes: Por que se preocupar com isso?

Inodes: Por que se preocupar com isso?

Sempre que você estiver procurando uma empresa de host, a última coisa que você provavelmente vai prestar atenção é nesta palavra, Inodes. No momento da contratação, existem uma série de fatores que os usuários iniciantes tendem a ignorar. Normalmente os usuários só descobrem o que significa Inode, quando uma das suas contas seja notificada e/ou tenha problemas com espaço em disco. Estes problemas tendem a ser mais intensos em servidores compartilhados, pelo simples fato de que você está dividindo estes recursos com outros usuários em uma única máquina.

Tentaremos simplificar o máximo possível para não confundir sua cabeça. Vamos supor que João tem um site WordPress, realiza as devidas instalações e adiciona uns 4 ou 5 plugins. João, então carrega 20 fotos ou seja arquivos e altera os dados. No exemplo das fotos, 20 fotos equivalem a 20 inodes. Caso João também salve seus e-mails no servidor, cada e-mail equivale a 1 inode. Dessa forma, o número de inodes vai crescendo e dependendo do uso, facilmente você pode atingir o limite que normalmente é definido para os planos compartilhados.

Inodes nas empresas

Pesquisando pela web, você perceberá que toda empresa de Host possui termos de contratação e que muitas vezes esses enormes textos, possuem clausulas específicas relacionadas a utilização dos recursos como CPU, tráfegos, etc. Apesar de constar nos termos, a limitação de Inodes,  geralmente passam despercebidas pelos usuários.

Os Inodes são frequentemente limitados pelas empresas de host para evitar que o limite geral seja atingido. Existem empresas que suspendem a conta quando esta ultrapassa o limite de 40.000 inodes. Já em outras, este limite é bem superior e dependendo do uso, não necessariamente  você precisará se preocupar com isso.

Problema com Inodes

O número total de Inodes e o espaço reservado para eles  é definido quando o sistema de arquivos é criado pela primeira vez. O limite do Inode não pode ser alterado dinamicamente e cada objeto do sistema de arquivos deve ter um Inode.

Embora seja incomum ficar sem Inodes antes do espaço disco, você pode enfrentar problemas referente ao limite de inodes se:

  • Você está criando muitos diretórios, links simbólicos e pequenos arquivos.
  • Você criou seu sistema de arquivos ext com tamanhos de blocos menores. O tamanho do bloco padrão ext3 é 4096 bytes. Se você estiver usando seu sistema de arquivos para armazenar muitos arquivos pequenos, você pode criar o sistema de arquivos com um tamanho de bloco de 1024 ou 2048.
  • Os servidores (Docker, LXC, OpenVZ, etc) podem frequentemente compartilhar o mesmo sistema de arquivos do node. Para fins de estabilidade e segurança, os recursos como RAM, CPU, espaço em disco e inodes são limitados. Nessa situação, o número de inodes alocados ao seu contêiner é determinado pelo administrador do node.

Diminuindo o uso de Inodes

A maioria das pessoas não necessariamente precisam estar familiarizadas com os Inodes quando fazem uso da sua hospedagem em circunstâncias normais, como: Site básico (institucional) ou poucas contas de e-mail por exemplo. No entanto, para garantir que todos os clientes obtenham um alto nível em seus serviços, a maioria das empresas de host implementam limites de Inodes para reduzir os abusos de recursos em planos compartilhados.
A fim de evitar problemas com a limitação dos Inodes, você pode fazer uma limpeza de arquivos que não mais sejam utilizados em sua(s) conta(s). Aqui estão algumas passos para reduzir o limite do número de Inodes.

  • Excluir arquivos e pastas desnecessários

Examine os arquivos e as pastas manualmente e decida se o arquivo é necessário ou não para o funcionamento do seu site. Caso o arquivo seja de um backup antigo ou se a pasta foi criada para fins de teste, você poderá remover e antes de fazê-lo, poderá baixar uma cópia para seu computador por FTP.

  • Limpar e-mails antigos e spam

A exclusão dos e-mails antigos ajuda muito a diminuir o número de Inodes. Poderão haver e-mails que não sejam importantes ou seja apenas spam os quais você pode remover através do webmail. Você pode contar com a ajuda de nossa equipe de suporte técnico caos tenha dificuldades.

  • Limpar os arquivos de cache

A maioria dos CMS usam cache para reduzir o tempo de resposta e aplicação, criando um monte de arquivos de cache que podem aumentar o uso de Inodes. Por isso, é aconselhável ficar atento sobre as pastas de cache. Alguns CMS possibilitam a opção de limpar cache automaticamente ou caso o CMS utilizado não forneça esta opção, você poderá configurar um cronjob para limpar estes arquivos periodicamente.

Se mesmo removendo os arquivos você continuar a ser limitado no número de inodes, sugerimos que você opte pelos planos corporativos VPS ou Servidores Dedicados onde esta limitação é superior a limitação existente nos planos compartilhados. Se tiver dúvidas a respeito, você poderá entrar em contato com a nossa equipe comercial e ter a orientação necessária sobre o melhor plano para sua empresa.

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of