Análise SEO do conteúdo de posts com plugin WordPress SEO

Análise SEO do conteúdo de posts com plugin WordPress SEO

Já escrevemos sobre a utilização do plugin WordPress SEO da Yoast, com melhor orientação que ajudasse a maioria das dúvidas que novatos no trabalho de Otimização de Conteúdo de sites WordPress possuem quando usam o esse plugin. Muitos usuários do WordPress e desse plugin usavam poucos recursos do plugin, com  destaque para o recuso de Análise das Páginas, aquele recurso que permite que o administrador do WordPress insira uma “palavra-chave em foco” para que o plugin faça uma análise do conteúdo da página em relação a esse termo.

É um dos muitos recursos fantásticos desse plugin, e com receio de falar demais desse recurso e acentuar o uso apenas desse recurso, que como eu digo no artigo, seria uma grande desperdício no uso do WordPress SEO, acredito que deixei de falar alguns pontos muito importantes para o uso de todos os benefícios do plugin.

Então vamos corrigir essa lacuna e falar como o plugin WordPress SEO pode ser usado para análise do SEO do Conteúdo de páginas e artigos do WordPress.

Escolhendo a palavra-chave em foco

O processo de Análise das Páginas do WordPress SEO parte do princípio de que você deve escolher uma única palavra-chave para otimizar alguns dos mais importantes parâmetros de SEO para uma página em relação à essa palavra-chave em foco.

Alguns pontos importantes a serem destacados:

  • É importante lembra que essa plavra-chave não tem nenhuma relação com a meta tag keyword;
  • O time de Yoast aposta que a melhor estratégia para a otimização de conteúdo seja a criação de páginas para um único termo, no caso a palavra-chave em foco, explorando assim um tema na página com mais qualidade;
  • Não entrarei no mérito da avaliação dessa abordagem, mas quero lembrar que esta faz muito sentido, porém não significa que seja a melhor abordagem na atualidade;
  • Vale muito a pena lembrar que o plugin sendo adaptado para o nosso idioma perde poder de avaliação em alguns pontos. Por exemplo: a escolha de uma palavra-chave em foco que contenha acentuação não será identificada no parâmetro “Page URL”, uma vez que obviamente as URLs não aceitam acentuação;
  • As estatísticas comprovam que os usuários de pesquisa do Google fazem pesquisas mais uma palavra.

Tendo essas informações em mãos escolher a palavra-chave em foco é algo que você deverá escolher antes mesmo de escrever o título para a sua página. Pois se você quer ter uma análise baseada no uso do plugin esta escolha é extremamente importante. O próprio plugin te auxiliará quanto a isso, indicando, assim como no Google Instant Search as palavras chave mais usadas pelos usuários nas pesquisas, basta digitar a palavra e ver as sugestões exibidas.

palavra-chave-foco-wordpress-seo

Se for considerada uma premissa para o uso de URLs amigáveis aos buscadores, onde não se aconselha o uso de “Stop Words” nas URLs, leva a outra complicação na adaptação do uso do plugin ao nosso idioma. Por esses motivos, aconselho que use uma palavra-chave em foco na qual queira o melhorar o posicionamento do seu site, usando também critérios de como os usuários fazem as pesquisas, mas caso a opção selecionada contenha acentuação ou stop word, aconselho que use-a normalmente na criação do título, na meta description e no conteúdo, mas exclusivamente para análise do conteúdo com este plugin procure a reduzir o parâmetro considerando essas adaptações ao português. Considerando isso, no exemplo da imagem no início deste artigo a palavra chave em foco escolhida deveria ser reduzida para “Dropbox”, evitando o uso da preposição “para” na URL da página.

O que o WordPress SEO analisa na página?

O plugin da Yoast analisa alguns dos aspectos mais importantes para SEO que uma página deve apresentar, mas também avalia alguns outros que não são tão importantes e que você deve dar menos relevância caso não obtenha o sinal verde (que significa uma boa avaliação do plugin).

Usando novamente o exemplo da imagem no início deste artigo:

  • O título da página: Ótimas dicas que sempre que possível devem ser seguidas à risca;
  • A palavra / frase chave aparece na URL da página: Uma informação que será com certeza levada em consideração pelos buscadores, logo você também deverá considerar;
  • A palavra / frase chave aparece em 3 (de 11) cabeçalhos secundários no texto: Se refere à organização estrutural da sua página, o uso correto ou não das das Heading Tags, por isso deve ser levada em consideração;
  • As imagens nesta página contêm tags alt com a palavra / frase chave alvo: Outra informação que ajuda caso você não tenha prestado a devida atenção nesse ponto;
  • A palavra chave aparece no primeiro parágrafo do texto: Informação relevante que pesa tanto para os buscadores, quanto para o engajamento do seus visitantes;
  • Esta página possui 4 link(s) de saída: A quantidade de links de saída não é algo relevante, mas a existência de ao menos um link de saída da página sim;
  • There are 1086 words contained in the body copy, this is more than the 300 word recommended minimum: Este parâmetro por mais que muita gente diga que há uma mínimo a ser considerado, eu vejo em diversos resultados de pesquisas que o volume de palavras não é relevante aos Google, mas sim a qualidade daquele conteúdo e o engajamento que ele vai receber dos visitantes;
  • O título da página tem mais de 40 caracteres e menos do que o limite recomendado de 70 caracteres. Neste caso o tamanho é documento sim, considere essa informação como relevante;
  • Na meta-descrição especificada, considere: Como ela se compara à competição? É possível torná-la mais atraente? Mesmo quando o plugin aprova um parâmetro avaliado, como neste caso a meta descrição, ele oferece dicas para melhorar ainda mais o parâmetro.
  • A meta-descrição contém a palavra / frase chave primária. Um lembrete muito importante.
  • You’ve never used this focus keyword before, very good.
  • A palavra chave para a página contém uma ou mais palavras de parada, considere removê-las. Encontrado ‘para’. Assim como eu indiquei a necessidade de evitar o uso de “Stop Words”, o próprio plugin faz o apontamento de qual palavra deve ser retirada;
  • A densidade de palavras chave é de 2.95%, o que é ótimo, a palavra chave foi encontrada 32 vezes. A baixa densidade de palavras não é algo que deva preocupar quando o conteúdo for pouco volumoso, mas se de alguma forma, como esse mesmo conteúdo, a densidade for maior do que o indicado pelo plugin, você pode ter problemas e ser considerado como um spam pelos buscadores;

É importante lembrar que o plugin faz a análise apenas do conteúdo das suas páginas ou artigos, além é claro dos parâmetros como Título e Descrição dessa página, ele não vai considerar o sidebar, cabeçalho ou outras partes da sua página. Além disso, o plugin têm limitações quanto à leitura de imagens em galerias ou conteúdos usados em shortcodes, ou campos personalizados.

Mas se hoje existem ferramentas que podem avaliar esses parâmetros de SEO de uma página, como o cabeçalho, breadcrumbs e tudo mais, ficaria mais fácil ter uma análise completa de uma página para uma determinada palavra-chave usando essas opções. Então, por que usar a Análise de Conteúdo do WordPress SEO com todas essas limitações?

Hoje sabemos que os buscadores identificam muito bem as partes mais importantes de uma página. E com a adoção por muitos desenvolvedores de templates das Tags do HTML5 que ajudam ainda mais nessa análise da semântica da sua página, é muito importante que você otimize a área onde ela terá a maior atenção dos buscadores, logo o WordPress SEO faz esse serviço como nenhum outra ferramenta.

Conclusão

Usar esse recurso do WordPress SEO não deve ser a única estratégia de otimização do seu site ou blog, mas deve ser dada a devida atenção pela importância e tempo que lhe economiza ter essa avaliação de qualidade atualizada sempre que você atualizar seu post.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
  Subscribe  
Notify of