12 dicas para redigir ótimos textos para web

12 dicas para redigir ótimos textos para web

Você escreve para um site, blog, alimenta uma fanpage ou um perfil importante? Então, certamente já passou por dúvidas a respeito do seu texto, se ele gera interesse no leitor, já bateu um branco de criatividade e insegurança, já publicou coisas das quais se arrependeu e deixou outros textos “na gaveta”. Resumindo: Você é normal!

Escrever é um processo de descobrimento, por isso se aprende na prática. Contudo, organização e disciplina são fundamentais nessa hora.

Separamos algumas informações que podem ajudar sobre isso:

1) Seja específico, definido, concreto e não dispense o foco. Isso mantém o leitor interessado.

Descubra o que pretende com o seu texto. Qual seu objetivo? Informar, persuadir, entreter, argumentar, avaliar, recomendar, provocar, inspirar, analisar… são inúmeras possibilidades. Isso, provavelmente, vai levá-lo a outro questionamento: quem é o seu público.

2) Defina quem é o seu público. Você define o público, e o público define o estilo de escrita que você vai adotar. Antes de começar a escrever, pense nessas questões:

  • Quem é meu público?
  • Qual o propósito da minha escrita?
  • Qual é a necessidade do meu público? O que eles querem? O que eles valorizam?
  • Meu público é multicultural?
  • Será que os leitores esperam determinados padrões de pensamento?
  • Será que eles precisam de dados estatísticos para serem convencidos?
  • Que conceitos devo enfatizar?
  • O que tenho a dizer que vai gerar uma nova perspectiva?
  • Que impressões quero transmitir com o texto?

3) Leve em conta todas as circunstâncias, tais como: prazo, formato, tamanho e número de palavras.

4) Abandone as ideias que não se encaixam no contexto ou não são relevantes.

5) Reescreva as passagens que estiverem confusas. É melhor perder um tempinho a mais, do que despertar o desinteresse do leitor.

6) Capriche na revisão. Preste atenção na digitação, gramática, ortografia e pontuação. Seu texto não precisa estar apto a um prêmio literário, mas vamos combinar: desleixo com a língua são imperdoáveis, ainda mais se forem constantes.

7) Muita atenção ao primeiro parágrafo. Ele é capaz de despertar o desejo de leitura ou não. Em qualquer artigo, longo ou curto, deve começar com uma frase que desperte a vontade de ler mais. Para isso use: humor, citações, dados de alguma pesquisa ou fatos interessantes. Assim, terá mais chances de cativar o leitor.

8) Trabalhe a coesão. Utilize conjunções para ligar corretamente uma frase à outra, um parágrafo ao outro e uma seção à outra. Isso direciona a leitura e a torna mais prazerosa. A coesão no assunto também é fundamental.

9) Tamanho e tipo de fonte – É bom usar um tamanho um pouquinho maior do que a fonte de um livro tradicional. Afinal, o monitor fica mais distante dos olhos e não é tão confortável para leitura. Claro que a pessoa pode “aproximar” o documento na tela, mas nem todos o fazem. Tamanho 14 ou 16 para fonte constitui uma boa escolha. Evite fontes rebuscadas, com serifas, inclinadas e com voltinhas. Lembre-se que o menos é mais na web. Um bom contraste de cores da letra com a tela de fundo também é fundamental para facilitar a leitura, assim como um bom espaçamento entre as linhas.

10) Ler um texto em voz alta possibilita que você avalie a sonoridade dele. Evite as combinações de palavras que não soam muito bem. Caso perceba a existência dessas combinações ruins no seu texto, basta substituir as palavras por sinônimos ou expressões equivalentes. Esse vício de linguagem se chama cacofonia e acontece quando a junção de duas sílabas, uma no final da palavra e outra no início de outra, se encontram e resultam em um “som desagradável”; acabam formando outra palavra. Alguns exemplos que devem ser evitados:

  • Vi ela;
  • A boca dela;
  • Desculpa então;
  • Quero amá-la;
  • Uma mão;
  • Talco no salão.

11) Dispense clichês e lugares comuns. Eles são pura expressão da falta de criatividade e da má vontade por parte de quem cria o conteúdo. Quando o seu trabalho é produzir conteúdo, encontrar uma forma de mostrar e explicar as coisas é a sua obrigação. Veja alguns exemplos do que não deve usar em seu texto:

  • A união faz a força;
  • Ninguém me ama;
  • Tem que sair de cabeça erguida;
  • A maldade está nos olhos de quem vê.

12) Recorra a ganchos e links. Utilize-os para aumentar ainda mais o envolvimento do leitor com o seu texto; unindo a sua informação a outras que estejam em outros lugares na web. Para criar links, insira-os na frase que melhor descreve o conteúdo de destino do link, e evite os textos “clique aqui” ou “saiba mais”.

Tomando esse conjunto de cuidados com a escrita, você produzirá textos melhores e mais atraentes. Logo, construirá uma rede de leitores frequentes e irão compartilhar o seu conte

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of